Ericsson e IBM são parceiras no desenvolvimento de antenas 5G

Business IntelligenceData-StorageOperadoresRedes

A Ericsson e a International Business Machines traçaram uma parceria que visa o co-desenvolvimento de antenas phased-array para telecomunicações 5G, possibilitando às operadoras oferecerem aos seus clientes velocidades de dados superiores às atualmente disponíveis no mercado. Concomitantemente ao progresso tecnológico e à evolução das capacidades wireless machine-to-machine (M2M), emerge a necessidade de uma maior largura

A Ericsson e a International Business Machines traçaram uma parceria que visa o co-desenvolvimento de antenas phased-array para telecomunicações 5G, possibilitando às operadoras oferecerem aos seus clientes velocidades de dados superiores às atualmente disponíveis no mercado.

rede 5G

Concomitantemente ao progresso tecnológico e à evolução das capacidades wireless machine-to-machine (M2M), emerge a necessidade de uma maior largura de banda que potenciará velocidades de dados acima daquelas a que hoje os clientes têm acesso.

Em 2019, aponta o estudo Ericsson Mobility Report, do passado mês de junho, observar-se-á um crescimento de cerca de dez vezes mais do volume de dados móveis, e, mesmo antes da introdução da tecnologia de quinta geração no mercado, os 200 milhões de equipamento M2M registados em 2013 terão aumentado para o triplo ou quádruplo.

Unindo forças, a IBM e a sueca Ericsson vão procurar conceber protótipos de sistemas que sejam capazes de alcançar um mais amplo conjunto de utilizadores móveis, de permitir a cooperação de vários novos serviços numa mesma frequência, e de oferecer maiores velocidades de dados, rivalizando, assim, com aquelas disponibilizadas pelas atuais redes fixas.

Ao desenvolverem um novo design, que permite a conceção de antenas phased-array, remotamente direcionáveis, as empresas tornarão possível a integração de centenas de antenas e rádios num único chip, de dimensões mais reduzidas que as de um cartão de crédito, “facilitando muito a utilização destas tecnologias em small cells de alta capacidade em espaços interiores e áreas densamente povoadas”, disseram fontes oficiais.

Thomas Norén, Head of Product Management Radio da Ericsson, afirmou que a parceria com a IBM vem fortalecer a tecnologia desenvolvida pela empresa sueca no âmbito das redes móveis, procurando garantir uma maior cobertura e capacidade.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor