Ericsson e Apple guerrilham sobre patentes

EmpresasNegócios

A Ericsson disse hoje ter submetido uma queixa contra a Apple, acusando a fabricante de iPhones de utilizar indevidamente patentes de tecnologia mobile. Esta jogada da empresa sueca é a resposta à queixa lançada pela Apple, que há dois dias afirmou que a Ericsson exige taxas demasiado elevadas para a utilização das suas patentes. A

A Ericsson disse hoje ter submetido uma queixa contra a Apple, acusando a fabricante de iPhones de utilizar indevidamente patentes de tecnologia mobile. Esta jogada da empresa sueca é a resposta à queixa lançada pela Apple, que há dois dias afirmou que a Ericsson exige taxas demasiado elevadas para a utilização das suas patentes.

apple irlanda

A fabricante sueca de equipamentos de telecomunicações disse que a Apple está a utilizar indevidamente a sua tecnologia, visto que expirou a licença que permitir-lhe-ia fazê-lo legalmente. Desde há dois anos, disse a Ericsson, que as negociações entre as duas empresas para restabelecer um novo acordo de licenciamento não têm surtido qualquer resultado.

O diretor de propriedade intelectual da Ericsson, Kasim Alfalahi, disse que, para chegarem a um consenso, a empresas precisarão da intervenção de um intermediário.

Depois no passado dia 12 de janeiro a Apple ter acusado a Ericsson de aplicar preços exageradamente elevados sobre a utilização da sua tecnologia por outras empresas, a fabricante sueca procura agora desmentir estas acusações em tribunal.

Em 2014, a Samsung acordou pagar mais de 650 milhões de dólares à Ericsson para por termo a uma disputa sobre a utilização de tecnologia patenteada.

Só em royalties, a Ericsson em 2013 embolsou cerca de 1,31 mil milhões de dólares. A empresa detém mais de uma centena de acordos para a utilização da sua tecnologia, alguns dos quais com grandes forças da indústria tecnológica.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor