Ericsson e Cisco unem-se para “atacar” clientes corporativos e setor público

EmpresasNegócios

A Ericsson e a Cisco vão expandir a sua parceria a novos clientes corporativos e do setor público em 2017, disse Rima Qureshi, presidente da empresa sueca na América do Norte, à Reuters.

O executivo salientou o facto das duas empresas estarem a caminho de obter, cada uma, mil milhões de euros extra em receitas até 2018, através de uma parceria que foi anunciada em finais de 2015.

A agência avança a parceria entre Cisco e Ericsson, que gerou mais de 60 acordos no primeiro ano, tem focado principalmente o negócio dos operadores de televisão mas que, no próximo ano, querem expandir este acordo a empresas assim como ao setor público.

“As duas definitivamente estão muito mais próximas em termos de trabalhar como uma corporação,” disse Qureshi citado pela agência.

“Estamos a investir no que podemos fazer juntas dentro de Indústria e Sociedade, Internet das Coisas, cidades inteligentes e vamos visar segmentos específicos do setor público, por exemplo, transportes. E então, é claro, estamos a olhar outros segmentos como segurança”, acrescentou.

Qureshi disse que a previsão da Ericsson é gerar até 25% de receita com os negócios fora dos operadores de telecomunicações até 2020.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor