Ericsson apresenta ‘sociedade em rede’ na CES 2015

Mobilidade

Na CES 2015, a Ericsson apresenta a sua visão de uma sociedade em rede, bastante assente na tendência da Internet das Coisas. De acordo com a visão da marca, a Internet das Coisas irá redefinir a forma como os consumidores usufruem do entretenimento ou até como conduzem. À semelhança daquilo que foi apresentado pela Samsung,

Na CES 2015, a Ericsson apresenta a sua visão de uma sociedade em rede, bastante assente na tendência da Internet das Coisas. De acordo com a visão da marca, a Internet das Coisas irá redefinir a forma como os consumidores usufruem do entretenimento ou até como conduzem.

Ericsson_CES2015_stand

À semelhança daquilo que foi apresentado pela Samsung, também a Ericsson acredita que todos os dispositivos estarão conectados, no futuro.

No stand disponível no CES, são expostas quatro áreas-chave da sociedade em rede, cada uma relativa a setores bastante diferentes: “entretenimento redefinido”, “uma nova experiência de condução”, “tudo conetado” e “em todo o lado”.

Esta última está ligada à conclusão de que o mundo digital está a tornar-se na narrativa dominante da nossa sociedade. De acordo com dados revelados pela marca, até 2020, haverá 50 mil milhões de dispositivos conectados. O número é considerável e equivale a seis dispositivos por cada pessoa que está conectada.

A ideia é que tudo esteja ligado, com influência até na condução. O Ericsson Connected Vehicle Cloud tem como objetivo demonstrar que é possível a comunicação entre condutores, através da interação entre veículos.

Para além disso, a Ericsson apresenta também a tecnologia 4.5G, que quer melhorar as velocidades dos dados móveis em smartphones e outros dispositivos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor