Epson quer reduzir emissões de CO2 dos carros de Formula 1

EmpresasNegócios

A Epson e a Mercedes AMG Petronas Formula One firmaram uma parceria, unido o conhecimento tecnológico à performance automóvel. A união visa dotar os veículos de tecnologia que permita reduzir o volume de CO2 produzido. De acordo com Minoru Usui, presidente da Epson, ao aliar-se à Mercedes AMG Petronas Formula One, a empresa tecnológica está

A Epson e a Mercedes AMG Petronas Formula One firmaram uma parceria, unido o conhecimento tecnológico à performance automóvel. A união visa dotar os veículos de tecnologia que permita reduzir o volume de CO2 produzido.

co2

De acordo com Minoru Usui, presidente da Epson, ao aliar-se à Mercedes AMG Petronas Formula One, a empresa tecnológica está a reforçar a sua notoriedade internacional. Ao mesmo tempo, a Epson estará a procurar reduzir até 90 por cento as emissões de dióxido de carbono dos automóveis de corrida.

Através da parceria, a Epson vai também disponibilizar à equipa “a sua experiência nas áreas de produtos de impressoras a jacto de tinta, scanners, projetores 3LCD e wearables, incluindo óculos inteligentes e produtos sensitivos para a saúde/desporto”, disse a empresa em comunicado.

Assim, a Epson planeia solidificar o seu crescimento e a sua presença no teatro mundial.

Segundo consta, o carro híbrido W05, da Mercedes AMG Petronas, que conseguiu o ouro no campeonato Fórmula 1 já deu provas da sua capacidade de redução de mais de 30 por cento das emissões de CO2, comparativamente ao modelo anterior. Neste contexto, a Epson vai procurar atingir os 90 por cento de redução deste gás nocivo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor