Entrevista da Semana: Loja do Software deixa mercados externos e foca-se em Portugal

EmpresasNegócios

A Loja do Software nasceu do desejo de um engenheiro informático em criar soluções que ajudassem as empresas a otimizarem a gestão dos seus negócios. Com 13 anos no mercado, a software house portuguesa já esteve de olhos postos nos mercados estrangeiros, mas agora Portugal é o foco único dos seus esforços. O diretor-geral da empresa, João Jesus, falou com a B!T acerca da redirecionamento do negócio da Loja do Software, contando-nos um pouco da sua história.

joao jesus loja do softwareJoão Jesus: Como nasceu a Loja do Software? Qual o propósito central da sua criação?

B!T: A Loja do Software foi criada em Fevereiro de 2002. Depois de ter trabalhado durante 3 anos como técnico de informática independente, optei por trocar o hardware pelo software, e as chaves de parafusos e as boards por linhas de código e bases de dados.

O objectivo foi o de criar uma empresa que se dedicasse ao desenvolvimento e comercialização de bases de dados empresariais e programas informáticos para gestão de informação, fáceis de utilizar, económicos e em português.

Qual a estratégia da software house para Portugal? E para os outros 3 mercados onde atua (Brasil, Moçambique e Angola)?

Brasil, Moçambique e Angola foram mercados trabalhados até ao final do ano passado, altura em que editávamos também bases de dados empresariais desses países. No início de 2015, após o lançamento do GesContact – que é actualmente o nosso “produto estrela” – a estratégia passou por descontinuar temporariamente as bases de dados estrangeiras e focarmo-nos apenas na base de dados de Portugal.

No fundo, a estratégia passou por preferir manter um produto muito bom apenas para Portugal, do que vários produtos médios para diversos países.

No entanto, mesmo tal como está, o GesContact é uma ferramenta extremamente interessante para clientes do Brasil, bem como de outros países de língua oficial portuguesa, que procurem clientes e parceiros em Portugal e que pretendam expandir o seu mercado e os seus negócios no nosso país.

A empresa tem ambições de expansão para outros mercados? Qual é a vossa estratégia para esses mercados?

Neste momento, o objectivo principal é consolidar a expansão do GesContact em Portugal. Este é um produto que encaixa perfeitamente na estratégia comercial de qualquer empresa, pelo que estamos a seguir um trajecto no sentido de ter o GesContact instalado nos computadores de todos os gestores, responsáveis comerciais e de marketing no nosso país. Vamos por exemplo marcar presença nos próximos dias 22 e 23 de Setembro no eShow Portugal 2015, que se vai realizar no Centro de Congressos de Lisboa.

Dentro de 1 ano, iremos avaliar a possibilidade de criarmos versões do GesContact para outros mercados, dando sempre preferência para os países de expressão portuguesa.

Como foram os dois primeiros trimestres do ano para a empresa? Conseguiu atingir as metas estabelecidas?

Os 2 primeiros trimestres de 2015 foram muito bons. Conseguimos ultrapassar a barreira dos 5.000 clientes e continuámos a crescer de uma forma sustentada. Apesar de a empresa ter comemorado este ano o 13º aniversário, não se pode dizer que este esteja a ser um ano de azar!

Quais os objetivos traçados até ao final de 2015?

Os objectivos até Dezembro são os seguintes: continuar a aumentar o nº de clientes todos os meses e lançar o “GesContact 2016”. Na prática, o aumento de clientes financia o desenvolvimento do programa e quantas mais funcionalidades e dados o GesContact tiver, maior o nº de potenciais interessados. É este o ciclo que pretendemos continuar a potenciar.

Em que consiste, exatamente, a vossa solução GesContact? Como é que uma empresa pode acrescentar valor ao seu negócio com a adoção deste software?

O GesContact é na prática um software de gestão de contactos empresariais, que inclui a base de dados de todas as empresas e instituições em actividade em Portugal.

Através do GesContact, qualquer empresa ou empresário pode encontrar facilmente novos clientes, fornecedores, parceiros e concorrentes.

A grande mais-valia do GesContact, é o facto de ter actualizações diárias, ou seja, todos os dias introduzimos no programa os dados das empresas novas recém-criadas em Portugal, assim como a indicação das empresas que encerram ou que entram em insolvência.

A base de dados propriamente dita inclui 27 campos de informação: NIF, Entidade, Morada, Localidade, Código Postal, Telefone, Telemóvel, Fax, Email, Página Web, Distrito, Concelho, Freguesia, Início de Actividade, Capital Social, Empregados, CAE, Categoria, Sócio 1, Apresentação, Produtos e Serviços, Marcas e 5 campos de Redes Sociais, sendo que todos estes campos são pesquisáveis, podendo o utilizador efectuar pesquisas por vários critérios em simultâneo.

Com esta ferramenta, os utilizadores têm na prática o universos empresarial português na ponta dos dedos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor