ENTREVISTA DA SEMANA | A diferenciação já não está na tecnologia

Cloud

A tecnologia já não é um fator diferenciador devido à democratização da mesma, diz Hélder Grilo, Business Development Manager AMT Consulting. Assim, diz este responsável, adotar as soluções já pré-configuradas com as melhores práticas de mercado nos processo de back-office, de forma rápida, deixa espaço às empresas para se concentrarem na verdadeira diferenciação que são os seus recursos, humanos e materiais. “A verdadeira diferenciação das empresas no futuro estará em investir na inovação dos seus produtos”.

Porque resolveram apostar na nova linha de produtos baseados na plataforma cloud da SAP SuccessFactors? Sentiam de alguma forma uma lacuna no mercado?

Hélder Grilo (HG) – Desde 2013 que a AMT aposta na plataforma cloud da SAP SuccessFactors para endereçar a área de talento no mercado português. Em 2016, fechámos o ano com mais de 10 implementações nas diversas áreas de processos RH, desde a avaliação de desempenho, passando pelo recrutamento, desenvolvimento de carreiras, compensações até à área de gestão da formação, em empresas de renome como a Mota Engil, EDP, SONAE, Sovena, RTP e JMS, entre outras. A liderança obtida no mercado de implementação de SuccessFactors em Portugal, nomeadamente no setor das grandes empresas, levou-nos a ponderar a hipótese de alargar a solução ao mercado das médias empresas.

Ao exemplo do que melhor já se faz na Europa, a AMT, mais uma vez pioneira, aderiu a um programa da SAP denominado Rapid Deployment Systems (RDS), que visa a criação de valor sobre plataformas SAP, preparando-as como produto já configurado para endereçar o mercado das médias empresas. A criação desta oferta, baseia-se na estratégia da AMT de criar uma oferta pré-configurada de soluções de gestão de talento para um target de empresas de média dimensão. Temos já no nosso portfolio de oferta solução para a avaliação de desempenho, para as compensações e para a gestão do recrutamento.

E qual é o principal objetivo?

HG – O objetivo é dar às empresas uma solução chave-na-mão a preços controlados e com tempos de implementação recorde. A solução já detém modelos de processos desenhados e implementados com base nas melhores praticas, ultrapassando assim a fase de levantamento e desenho de processos típica de um projeto, obtendo-se assim uma rápida implementação da solução. Os modelos pré-configurados baseiam-se nas melhores práticas SuccessFactors e na experiência de 10 anos que a AMT possiu na implementação de soluções para a área de recursos humanos, nomeadamente na área de talento.

Mercado alvo são as médias empresas

 A que tipo de empresas se destina? 

HG – O target primário deste tipo de soluções diríamos que se foca em empresas de média dimensão, ou seja, entre 300 a mil colaboradores.

Contudo, entendemos que a opção por um tipo de solução pré-configurada não se encerra apenas na dimensão das empresas, podendo haver espaço pela opção deste tipo de soluções em empresas cujos processos de avaliação de desempenho, de recrutamento ou de compensações, estejam num estágio embrionário ao nível da definição, e que queiram adotar o processo desenhado pela AMT para estas componentes, adotando assim de forma mais rápida não só a tecnologia base como o próprio processo em si, aceitando as melhores práticas desenhadas pela AMT e pela SuccessFactors, líder mundial deste tipo de soluções. Longe vão os anos em que a diferenciação das empresas no mercado advinha do processo ou das plataformas tecnológicas que utilizavam. Hoje e no futuro, consideramos que a tecnologia já não é um fator diferenciador devido à democratização da mesma, pelo que adotar as soluções já pré-configuradas com as melhores práticas de mercado nos processo de back-office, de forma rápida, deixa espaço às empresas em concentrarem-se na verdadeira diferenciação que são os seus recursos, humanos e materiais.

A verdadeira diferenciação das empresas no futuro estará em investir na inovação dos seus produtos. Mas para o conseguir terá que reter e encontrar os melhores recursos que implementem estratégias diferenciadoras na empresa, e isso passa pela utilização de softwares que envolvam os colaboradores na estratégia da empresa, onde o SuccessFactors se enquadra na sua plenitude.

Quais os requisitos que a empresa tem de ter? Ser cliente SAP? Já ser cliente AMT? Ou está garantida a integração com outras plataformas?

HG – A plataforma cloud da SAP SuccessFactors conta hoje em dia com mais de 25 milhões de utilizadores ativos na sua cloud. Utilizadores de empresas SAP e não SAP. Per si, a plataforma é uma plataforma completa de gestão de recursos humanos de A a Z, ou seja desde o cadastro, passando pelos vencimentos e acabando na completa gestão do desenvolvimento. Assim, os clientes não necessitam de ser cliente SAP ou cliente AMT ou de ter alguma plataforma SAP já em execução na sua companhia. A integração com qualquer plataforma de cadastro de colaboradores é possível, sejam elas plataformas nacionais ou internacionais. A integração é garantida. Contudo, e se o cliente assim decidir, a plataforma pode correr autonomamente. Vários modelos de arquitetura podem ser desenhados em função da realidade do cliente, e a AMT tem já à data de hoje diversos clientes a funcionar em diversos tipos de modelos de integração.

Acreditam que este produto vai ter mais sucesso na vossa base de clientes instalada ou na aquisição de novos clientes?

HG – O SuccessFactors está a ter um crescimento e sucesso em Portugal acima das expectativas. Um facto é que, em menos de três anos, 20 novos clientes SuccessFactors nasceram em Portugal. O crescimento ao nível Europeu tem também superado as expectativas segundo dados da própria SAP.

Só nos clientes da AMT já se encontram na cloud da SuccessFactors perto de 90 mil colaboradores ativos das diversas empresas, com uma taxa de adesão à plataforma muito interessante, atendo a ser uma plataforma de gestão de recursos humanos.

Queremos chegar a um maior target de clientes, logo acreditamos que esta oferta vai ajudar-nos a abrir mercado em novos clientes, nomeadamente no mercado das médias empresas. Não descartamos naturalmente a nossa base de clientes, nomeadamente do SAP tradicional OnPrem.

Esta solução endereça clientes que querem contar com o nosso expertise de processo e que vejam na nossa solução a mais-valia do processo já ter sido identificado e configurado por nós numa plataforma líder mundial. Como dizemos, já fizemos parte da corrida pelo cliente em direção à gestão de talento.

100% SAP

Hoje, que área de negócio mais contribui para o volume de negócios da AMT?

 HG – A AMT conta com 10 anos no mercado, tendo o seu crescimento sido ao longo dos anos sempre muito estruturado. Somos uma empresa que até à data apenas trabalha com soluções da SAP.

Em termos de negócio poderemos dizer que 60% das soluções que implementamos é dirigida aos Recursos Humanos, sendo os outros 40% projetos na área Financeira e de Logística (Procurement e EAM) .

Contudo, o negócio cloud representa hoje uma aposta da AMT já bem definida, contando já com 30% das nossas vendas no mercado cloud, tendo como oferta de soluções o SuccessFactores para a área de Recursos Humanos e o Ariba para as áreas de sourcing.

Com que números fecharam 2016 e quais os grandes objetivos financeiros para o corrente ano?

HG – O ano 2016 encerrou com 3,5 milhões de euros. Foi um ano muito importante para a AMT na afirmação da estratégia cloud. Em termos da Solução Cloud de RH da SAP confirmámos a liderança de mercado com o fortalecimento de novos clientes cloud SuccessFactors na nossa base de clientes, ultrapassando a dezena.

Para 2017 estamos a alargar a nossa oferta para as áreas de cloud logistica onde a plataforma Cloud Ariba de sourcing será uma das nossas maiores apostas. A aposta incidirá também S4/Hana, a nova solução ERP da SAP, a qual já nos encontramos a implementar num novo cliente. Contamos continuar a crescer a um ritmo superior aos 10%.

Uma clara aposta na cloud

Como classificariam a atual fase do mercado onde estão inseridos?

HG –O mercado cloud é apontado por todos os especialistas com crescimentos interessantes nos próximos anos. A AMT fez desde há 4 anos a esta parte uma aposta madrugadora neste mercado, na altura parecia uma loucura. A data de hoje comprovamos que era acertada a visão que tivemos,  não só pelos vários projetos cloud que temos como pelo que sentimos do mercado numa busca maior por este tipo de soluções.

Acreditamos firmemente no que diz respeito a novos investimentos em soluções IT por parte das empresas, que 2018 será o ano em que os investimentos em cloud superarão os OnPrem, no que concerne a soluções de gestão empresarial.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor