ENTREVISTA DA SEMANA | AdClick já exporta 75% do seu volume de negócios

Gestão

São portugueses, faturaram em 2015 cerca de 6,5 milhões de euros e exportam 75% do seu negócio. A “publisher” 100% digital AdClick está presente em 16 geografias e possui colaboradores em Paris, São Paulo, Madrid, Lisboa e, naturalmente, no Porto, onde se situa a sua sede. E apesar de não terem planeado um investimento em novas geografias, Nuno Lopes, Senior Business Developer, disse que está previsto um aumento do investimento para 2017 em geografias da América Latina e Estados Unidos da América.

Exatamente de que forma se pretendem distinguir no mercado? O que vos diferencia?

Nuno Lopes –Com nove anos de existência, a Adclick é um publisher 100% digital, que cria audiências temáticas com base em conteúdo relevante sobre temas financeiros, lifestyle, notícias, viagens, saúde, bem-estar, autoajuda, entre outros.

Com conhecimento profundo em marketing digital de performance e recorrendo a tecnologia desenvolvida internamente, conhece bem a demografia e interesses da sua audiência e preocupa-se em apresentar produtos ou serviços adequados às suas necessidades. A vantagem desta estratégia é o uso da interação, confiança e envolvimento do utilizador com a nossa marca que permite aos nossos clientes, de forma adequada, potenciar as suas oportunidades de venda e/ou aumentar notoriedade online.

Dos quatro produtos que dispõem qual o que mais contribuiu para o volume de negócios?

 Lead-Generation está na nossa génese e ainda hoje tem um grande peso no nosso negócio. O que evoluiu ao longo dos anos foi a forma como angariamos o tráfego para gerar essas “leads”, tornando-nos publishers, elevando as nossas marcas como o E-Konomista ou Vida Ativa no panorama nacional e internacional. Isto é, desenvolvemos conteúdos únicos, especializados, credíveis, e atualizados sobre os mais diversos temas e desta forma, criamos audiências segmentadas. Com estas audiências que nos seguem, nós comunicamos diariamente, nos diferentes pontos de contacto, sejam eles a newsletter, o site ou as redes sociais.    

Esse volume o ano passado foi de quanto e quanto esperam que irá ser em 2016?

A faturação AdClick em 2015 foi cerca de 6,5 milhões de euros sendo que em 2016 não irá ter um aumento significativo uma vez que este está a ser um ano de consolidação dos nossos portais. Este investimento aconteceu maioritariamente em relação ao volume de visitas, sendo que neste momento somos já o sexto maior grupo de media online no panorama nacional.

 O que tem vindo a mudar neste mercado nos últimos dois anos?
O mundo digital está em franco crescimento e, como tal, temos que estar constantemente atentos e com a capacidade de nos adaptarmos às mudanças que surgem à velocidade da luz. Estas mudanças são lideradas pela relevância que o mobile ganhou – tome-se o exemplo dos nossos portais, onde temos mais de 50% de acessos via mobile. As redes socais, o vídeo e mais recentemente o “live streaming” têm sido os restantes marcos desta constante mutação do meio digital.
Esta digitalização que presenciamos começou há muitos anos atrás e todas estas mudanças vieram acentuar ainda mais a diferente forma de comunicar com os utilizadores que as marcas devem adotar hoje em dia.

Qual é o perfil típico dos vossos clientes?

O nosso perfil típico de cliente serão as redes de afiliação e as agências de meios pois permitem-nos ter acesso a uma rede maior de campanhas com um menor esforço comercial. Estamos atualmente num processo de mudança deste mind-set, focando-nos mais em clientes diretos que identificamos como chave para responder às necessidades dos nossos utilizadores.

Assumem ter uma forte veia exportadora. Quando do vosso negócio é já feito fora de Portugal?

Atualmente exportamos 75% do nosso negócio.

Em quantos e quais países têm efetivamente presença direta, com escritórios físicos e colaboradores da Adclick?
Possuímos sites em 16 geografias pelo mundo sendo que possuímos colaboradores em Paris, São Paulo, Madrid, Lisboa e naturalmente no Porto, onde se situa a nossa sede.

Quais as próximas geografias a abordar e porquê?

Na verdade, não temos planeado um investimento novo, do zero, mas sim um aumento do investimento para 2017 em geografias da América Latina e Estados Unidos da América. Estas escolhas devem-se ao facto de estes serem mercados com um crescimento acentuado no que concerne o marketing digital e também serem geografias com as quais já temos alguma experiência acumulada.

Neste momento quantas pessoas compõem a empresa e maioritariamente com que valências?
Neste momento possuímos 53 colaboradores, de diferentes nacionalidades e dos mais distintos backgrounds. A valência mais comum será de TI, concretamente de programadores informáticos, uma vez que toda a tecnologia de ponta que suporta o negócio é desenvolvida dentro de portas. Uma outra área, em largo crescimento no que concerne os recursos internos, serão os jornalistas e gestores de conteúdo que colaboram connosco pois é através destes que alimentamos os nossos portais como o E-Konomista ou o Vida Ativa, com conteúdos de qualidade, numa base diária e de grande relevância para os nossos utilizadores.

Os produtos são de desenvolvimento nacional ou precisaram de ir recrutar fora?
Os nossos produtos são maioritariamente de desenvolvimento nacional sendo que também recrutamos fora de portas pois queremos ter gestores de produto nativos em cada uma das geografias que trabalhamos pelo mundo.

No final, porque há de um cliente optar pela Adclick?
Um cliente que opta pela AdClick fá-lo por diferentes e igualmente importantes motivos, sejam eles a tecnologia de ponta, o facto de sermos caso único no nosso modelo de publisher 100% Online, o know-how acumulado de nove anos de experiência em marketing digital ou a possibilidade de customização de ofertas caso a caso. Mas, no final de contas, o que nos vai distinguir serão os resultados que o cliente vai ter e é por aí que gostamos de ser vistos e avaliados – os resultados que entregamos aos nossos clientes.

Quais são os principais desafios neste mercado em constante mutação?

Os desafios serão sempre de crescimento consolidado, conseguindo impactar a maior (e mais qualificada) audiência possível, antecipando necessidades do mercado e tendo resposta imediata aos desafios e dificuldades dos nossos clientes e parceiros.

O nosso grande objetivo é de nos continuarmos a tornar um publisher de referência onde as marcas podem comunicar com as audiências adequadas, no momento certo e da forma mais eficaz. O nosso portefólio de sites é igualmente abrangente e específico e apostamos nessa construção para ter um conjunto de soluções que serve qualquer marca do mercado que queira impactar os nossos utilizadores, aliando a tecnologia ao conteúdo, num modelo de performance.
Concretizando, por exemplo na área das finanças pessoais, o E-Konomista é já uma referência nacional com 2,2 milhões de visitas mensais e está neste momento a alargar o seu leque de temas abordados, investindo em conteúdo especializado de outras áreas para um maior alcance da sua marca como um todo. Por outro lado, na área da vida saudável, um tema com um crescimento abrupto na vida quotidiana, possuímos o Vida Ativa que é atualmente o maior site em Portugal com 1,2 milhões de visitas mensais. Neste site, são aqui disponibilizados conteúdos em forma de artigos, vídeos ou dicas de como ter uma vida mais saudável, através da nutrição, da família e do desporto, sempre tendo em vida o bem-estar.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor