Ensino tecnológico é essencial para assegurar o futuro das crianças

EmpregoGestão

Os pais portugueses acreditam que a tecnologia é uma importante ferramenta para a aprendizagem dos seus filhos e que é essencial para assegurar um futuro profissional. Esta é uma conclusão de um estudo que revela que Portugal é dos países europeus que mais vê a tecnologia como um elemento fundamental para o crescimento económico e para a sustentabilidade das gerações vindouras.

O “Estudo sobre educação tecnológica na Europa”, adjudicado à consultora GfK pela bq, indica que 75 por cento dos pais portugueses acredita que os seus filhos estão tecnologicamente preparados para enfrentar o mundo de amanhã.

Reconhecendo que a sociedade caminha, cada vez mais, em direção a um futuro essencialmente tecnológico, 85 por cento dos entrevistados considera que o ensino escolar deve abranger as TI, de modo a preparar melhor os educandos para o mercado profissional. Essa mesma porção, de acordo com fontes oficiais, defende “que o sucesso económico de um país depende em grande medida das capacidades tecnológicas dos jovens em criar ou desenvolver”.

85 por cento dos pais envolvidos no estudo defendem que cabe às escolas ensinar aos alunos boas práticas tecnológicas, e 70 por cento é da opinião de que as TI oferecem múltiplos e valiosos benefícios.

Espanha, Reino Unido e Itália formam o top 3 dos países da Europa que mais prezam o valor da tecnologia enquanto importante ferramenta escolar de preparação das crianças para o mercado de trabalho. No entanto, são Espanha, Itália e Portugal os países que estão mais convictos de que o crescimento económico passa por estimular as crianças para o desenvolvimento de aplicações, soluções e produtos tecnológicos.

No entanto, a análise revelou que os pais europeus não acreditam que os professores estejam capacitados para utilizar essas ferramentas tecnológicas nas salas de aula, o que, em última análise, os impede de transmitir os ensinamentos tecnológicos essenciais. Este problema poderá ser ultrapassado com o envolvimento ativo das empresas de TI na modernização das instituições de ensino, de acordo com a opinião dos encarregados de educação de Espanha, Portugal e Itália.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor