Empresas europeias prevêem aumento de iWorkers

EmpresasNegócios

Um estudo da consultora Coleman Parkes Research estima que nos próximos cinco anos o número de iWorkers aumente substancialmente. Cerca de quatro por cento dos líderes empresariais classificam a maioria dos seus trabalhadores como iWorkers. Colaboradores de confiança, altamente qualificados, e que têm acesso 24 horas por dia, sete dias por semana, a todas as

Um estudo da consultora Coleman Parkes Research estima que nos próximos cinco anos o número de iWorkers aumente substancialmente.

iWorkerCerca de quatro por cento dos líderes empresariais classificam a maioria dos seus trabalhadores como iWorkers. Colaboradores de confiança, altamente qualificados, e que têm acesso 24 horas por dia, sete dias por semana, a todas as informações de que necessitam para dar resposta às necessidades da sua empresa e dos seus clientes. Ainda assim, os líderes empresariais prevêem um crescimento significativo com 37 por cento a afirmarem que esperam que em 2018 mais de metade dos colaboradores sejam iWorkers.

O aumento de “information workers” poderá estar relacionado com o aumento das consequências relacionadas com uma partilha ineficaz das informações. Quando solicitados para classificar as áreas com maior impacto, os líderes identificaram em primeiro lugar a perda de receitas, seguido da perda de clientes e a perda de conhecimento dos clientes.

Os líderes empresariais europeus destacam os próximos passos mais importantes para permitir a aceleração do iWorker. As atividades mais eficazes para o aumento dos conhecimentos dos colaboradores são a utilização de ferramentas de colaboração (promovendo a colaboração e a partilha de conhecimentos entre diferentes localizações). A otimização de processos empresariais e a transição para a cloud são outras das atividades mais eficazes.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor