ECI lança Analytics para redes de transporte ópticas

Big DataBusiness IntelligenceData-Storage
0 0 Sem Comentários

A ECI, fornecedora global de soluções para data center, lança serviços de Analytics para a família de soluções Elastic Network, redes “elásticas” de transporte ópticas. Os novos serviços usam algoritmos avançados, machine-learning e big data para preparar e gerir as operações de redes.

De acordo com a empresa, a solução traz uma visão abrangente para garantir uma melhor otimização multicamadas, além de reduzir custos e assegurar a disponibilidade dos serviços, ações essenciais para operação de redes de hoje, bem como para as redes avançadas do futuro.

“Ajudamos os nossos clientes a serem flexíveis e bem informados, para que se possam adaptar rapidamente às mudanças e tomar decisões em tempo real”, diz Assaf Tiran, VP e Líder da área de Implementação Global e Serviços de Manutenção da ECI.

Segundo o executivo, o Analytics permite aos operadores de rede fazer escolhas proativas e centradas no conhecimento que irão ajudá-los a antecipar-se, conhecer os seus SLAs e obter uma vantagem competitiva com redução de custos.

A ECI fornece dois tipos de serviços de Analytics para as redes elásticas. O de Engenharia de Tráfego e Otimização Multicamadas que utiliza diversas fontes de dados, análise de big data e machine learning num método baseado em GIS (Geographic Information System – Sistema de Informação Geográfica) para entregar análises que permitem que os arquitetos de rede construam de forma mais inteligente as redes, recuperem recursos e assegurem que novos serviços sejam naturalmente implementados.

Já o de Manutenção Preventiva realiza auditorias diárias de cada elemento da rede, seja da ECI ou de outros fornecedores, começando no nível incorporado. A solução fornece aos operadores uma visão sobre como os sistemas estão a funcionar e recomenda ações para alcançar melhores resultados. Os primeiros avisos fornecidos pela ferramenta, em tempo real, podem ser usados para antecipar falhas, por isso a disponibilidade do serviço é garantida.

“As operações de rede geralmente requerem uma quantidade considerável de dados de várias fontes. Isso torna-se uma tarefa longa e árdua, especialmente quando as redes são mais complexas. Algoritmos avançados como o da Elastic Analytics permitem que as organizações unifiquem os processos de provisionamento de rede e ajuda a preencher a lacuna entre os objetivos e o desempenho real, alavancando o potencial dos negócios. Internet das Coisas (IoT), redes de 5G e M2M são setores que beneficiarão destes serviços”, finaliza Tiran.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor