Governança

censura

Malásia quer censurar informações online sobre alegadas infrações do primeiro-ministro

A Malásia vai pedir ao Facebook, ao Google e ao Twitter para eliminarem conteúdos que envolvam a alegada participação do primeiro-ministro Najib Razak em atividades corruptas. O governo malaio afirma que pretende por cobro à torrente de informações falsas que têm sido veiculadas na Internet, e que esta medida tem por objetivo a manutenção da ordem pública.