É inevitável estar ligado

Negócios

Pedro Vaz Paulo, CEO da Gatewit não tem qualquer dúvida: é inevitável manter-me ligado ao negócio. “Apesar de ter uma equipa preparada para dar resposta a qualquer situação que surja, acabo sempre por estar em contacto com os diretores de departamento. Mesmo durante as minhas férias acabo por dar feedback a projetos e fazer sugestões”.

Pedro Vaz Paulo, CEO da Gatewit não tem qualquer dúvida: é inevitável manter-me ligado ao negócio. “Apesar de ter uma equipa preparada para dar resposta a qualquer situação que surja, acabo sempre por estar em contacto com os diretores de departamento. Mesmo durante as minhas férias acabo por dar feedback a projetos e fazer sugestões”.

pedro vaz paulo gatewit

Ou seja, acaba sempre por consultar o email nas férias. “As novas tecnologias permitem-nos estar ligados em permanência e gosto de manter contacto com os diretores dos vários departamentos para estar a par das novidades. Apesar desta facilidade, privilegio nas minhas férias o tempo em família”.

Alias, o facto de manter uma ligação com os diretores de departamento, permite-lhe estar a par dos indicadores de negócio mesmo durante as férias. “Mesmo estando de férias acabo por atuar sobre os indicadores que me são passados. Dou feedback às equipas de acordo com os indicadores que me são apresentados”. Até porque ao contrário de outros mercados, a área das TI não abranda a sua atividade nesta altura do ano. “As soluções Gatewit chegam a cada vez mais empresas e temos sempre utilizadores online nas nossas plataformas. Mesmo estando de férias, o meu objetivo é sempre melhorar a experiência dos clientes e, se for necessário, acabamos por atuar”.

Veio a mobilidade acabar com o conceito de férias do gestor? Uma questão complexa, diz Pedro Vaz Paulo. “Se, por um lado, as novas tecnologias me permitem trabalhar a partir de qualquer parte do mundo, por outro lado estes são dias dedicados à minha família. É importante encontrar o equilíbrio entre o tempo dedicado à Gatewit e o meu tempo pessoal”.

O gestor tira uma quinzena de cada vez de férias, apesar do tal portátil acabar por ir também passear, sobretudo para aceder ao email. “Habitualmente levo o computador portátil, o tablet e o iPhone. Sou incapaz de me desligar totalmente nestes dias. Acabo sempre por consultar o email, enviar feedback e ideias aos colaboradores e gosto de me manter informado sobre a evolução do mercado”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor