É hora de medir a velocidade do Wi-Fi de uma maneira diferente

MobilidadeRedes

Com a crescente procura por mobilidade e com a rede sem fios rapidamente a substituir a Ethernet como principal método de acesso à rede, as organizações têm avaliado constantemente as últimas tecnologias que poderiam apoiar a onda de dispositivos pessoais, corporativos e de Internet das Coisas que requerem conectividade.

* Por Mathew Edwards, gestor de Marketing de Produto da Aerohive Networks

Tradicionalmente, as organizações focam as suas avaliações medindo a velocidade do ponto de acesso do fornecedor. Por mais que a amplitude da banda larga seja importante, atualmente, este não é o único critério de velocidade que deve ser mensurado para determinar a melhor adequação de uma solução sem fios.

Vamos encarar os fatos: Se Gbps fosse tudo o que importasse, você compraria um monte de pontos de acesso básicos de 100 dólares, mas ainda assim, eu realmente recomendaria o contrário.

Qual a ferramenta de medida que deveríamos usar?

Com o enorme crescimento de dispositivos móveis, aplicações e utilizadores conectados à rede, os administradores estão a lutar para entrar a bordo dessas tecnologias o mais fácil e rápido possível, sem negligenciar a segurança.

Isso torna-se ainda mais desafiador porque está a acontecer em todo o mundo ao mesmo tempo, com recursos limitados. E então, quando você começar a aumentar o número de sites, o quão rápido você conseguirá manter esses sites a funcionar à distância? Ter muitos sites também se torna problemático quando surgem os imprevistos: quão rápido você consegue resolver um problema de conectividade a mil quilómetros de distância, por telefone? Isso nunca é divertido. Talvez você devesse deixar uma mala pronta na sua mesa, só por descargo de consciência…

87% das organizações citam o uso de dispositivos móveis como importantes ou críticos para a sua produtividade. Mobilidade e redes centrais não podem mais ser medidas por “quão rápido um arquivo é transferido”, ou uma página carregada ou uma notificação recebida.

Está na hora de medir a velocidade de uma maneira diferente; a velocidade do seu negócio, que não tem nada a ver com Gbps. A velocidade que as organizações estão a medir é a da eficiência operacional e o valor entregue internamente e para os clientes. Essa métrica foca-se em verdadeiras áreas de tempo crítico de uma organização, incluindo a velocidade de tornar a rede online, trazendo clientes e garantindo ROI com as soluções de WLAN.

Como é uma rede rápida hoje em dia?

Redes móveis rápidas respondem às necessidades organizacionais, adaptando e evoluindo ao lado dos negócios;

Rapidez é suportar uma rede com velocidade quando a última versão do iPhone aparecer nas mãos de 200 funcionários na segunda-feira de manhã;

Rapidez é solucionar problemas de rede enquanto um executivo está prestes a fazer uma importante apresentação e o Wi-Fi acabou de cair…quando você está fora;

Rapidez é capacitar os seus funcionários, sem a sua assistência, para que acomodem centenas de visitantes que acabaram de chegar para uma conferência;

Rapidez é trazer 10 novos sites online, por muitas localidades sem ter que sair do seu escritório.

Então, é hora de dispensar o seu analista de redes e começar a medir as implementações, integrações e suporte mais rápidos para determinar o sucesso da sua iniciativa de mobilidade.

(texto adaptado do português do Brasil)


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor