Comissão Europeia alia-se à Coreia do Sul no 5G

Negócios

Pacto relativo à próxima geração de ligações de rede sem fios tem como objetivo criar um grupo para desenvolver sistemas, criar princípios e preparar as frequências de rádio que serão necessárias para receber a tecnologia 5G. O negócio foi feito entre as duas entidades e promete, desde já, marcar a agenda da próxima linha de

Pacto relativo à próxima geração de ligações de rede sem fios tem como objetivo criar um grupo para desenvolver sistemas, criar princípios e preparar as frequências de rádio que serão necessárias para receber a tecnologia 5G.

rede

O negócio foi feito entre as duas entidades e promete, desde já, marcar a agenda da próxima linha de tecnologia a nível global.

Para a Comissão Europeia, ou CE, este tipo de tecnologia poderia “ser um meio de restabelecer a Europa como um centro de tecnologia de ponta para o desenvolvimento da tecnologia sem fios”. Neelie Kroes, membro da CE, “o trabalho deve começar o mais cedo possível, já que poderá dar uma nova força vital à economia digital da Europa”.

“Esta é a primeira vez que autoridades públicas se reuniram juntas desta forma, com o apoio da indústria do privado e com o objetivo de realizar o processo de estandardização” (processo de comercialização em massa).

Muitas das empresas sul-coreanas, em que estão incluídas gigantes como a Samsung,  têm níveis de penetração de mercado muito próximos dos cem por cento. Logo, com este acordo, a União Europeia e a Sul Coreia serão as primeiras a realizar vendas comerciais de produtos com a tecnologia 5G, em Dezembro de 2020, segundo as previsões.

Segundo análises de peritos, a tecnologia 5G consegue realizar, imagine-se, o download de um filme de uma hora em apenas seis segundos, ao invés de seis minutos, tempo de espera, em média, na atualidade.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor