Direção da Telecom Italia permite aos acionistas votarem em chairman

EmpresasNegócios

A Telecom Italia concordou deixar os acionistas votarem no próximo chairman, aceitando os pedidos de Marco Fossati de deixar os grandes investidores participarem nas decisões da maior operadora de Itália. Os diretores aprovaram ontem uma proposta da Findim Group, dirigida por Fossati e que tem cinco por cento da Telecom Italia, para incluir o voto

A Telecom Italia concordou deixar os acionistas votarem no próximo chairman, aceitando os pedidos de Marco Fossati de deixar os grandes investidores participarem nas decisões da maior operadora de Itália.

telecom italiaOs diretores aprovaram ontem uma proposta da Findim Group, dirigida por Fossati e que tem cinco por cento da Telecom Italia, para incluir o voto no novo chairman no encontro de 16 de abril. A direção, no entanto, irá eleger o chairman se nenhum candidato receber uma maioria de votos por parte dos acionistas.

Marco Fossati, que não conseguiu destituir a direção da Telecom Italia em dezembro, pediu, durante esta semana, que os investidores deviam poder votar no próximo chairman da operadora. Os acionistas irão escolher uma direção para a empresa para os próximos três anos e têm até 22 de março para propor candidatos.

Em fevereiro, a Telecom Italia nomeou Aldo Minucci como chairman interino, preenchendo uma posição deixada por Franco Bernabe, executive chairman na altura, em outubro. Minucci afirmou que só iria ocupar o lugar até uma nova direção ser escolhida.

As ações desceram 1,7 por cento, fechando a 0,806 euros em Milão. Este ano, a empresa já ganhou 14 por cento, dando um valor de mercado à empresa de 14,7 mil milhões de euros.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor