Dimension Data leva big data à Tour de France

Negócios

A Dimension Data e a Amaury Sport Organisation (A.S.O.) vão disponibilizar informações em tempo real aos espectadores, comentadores e equipas do Tour de France 2016, através de uma plataforma de recolha e análise de Big Data do ciclismo.

A principal novidade é o Race Center, uma aplicação web alojada na plataforma de nuvem da Dimension Data, que foi desenvolvida em parceria com a A.S.O. Esta plataforma permite combinar dados da competição em tempo real, vídeo, fotografias, feeds de redes sociais e comentários das provas agrupadas em direto com um novo site de monitorização. A ideia é dar aos espectadores uma experiência digital imersiva que ultrapassa a cobertura televisiva da corrida.

A parceria tem tecnologias interessantes, como sensores de telemetria instalados debaixo do assento dos ciclistas destinados a transmitir dados em tempo real, que aumentam em dez vezes a largura de banda de transmissão. Isso significa menos interrupções ou “lacunas” nos dados, resultando numa comunicação mais contínua ao longo da competição.

O Race Center será hub digital da A.S.O. do Tour de France. O site de monitorização em direto resulta da evolução da recolha de Big Data em tempo real, análise de dados e plataformas digitais ao longo dos últimos 12 meses pela Dimension Data. 

Os telespectadores poderão ter acesso a informações mais ricas sobre cada um dos 198 ciclistas das 22 equipas, incluindo a velocidade, distância entre os corredores, composição do pelotão na competição, velocidade e direção do vento, assim como as condições meteorológicas predominantes.  

Em relação aos testes feitos na Tour do ano passado, a infraestrutura móvel da Dimension Data, que acompanha as diversas etapas, foi atualizada e ampliada. O intuito é que possa acomodar gráficos televisivos, a coordenação da competição, a recolha e a análise de dados das equipas responsáveis por disponibilizarem a solução ponta a ponta. Esta foi uma das maiores mudanças, já que no ano passado cada equipa trabalhou separadamente.

“As melhorias nas soluções deste ano significam que podemos fazer narrativas rigorosas e mais avançadas tal como acontecem, dando aos espectadores, aos meios de comunicação, aos fãs do ciclismo e aos comentadores da competição informações mais profundas sobre alguns aspetos desta modalidade que até agora não estavam disponíveis”, frisa Adam Foster, executivo do grupo de Desporto da Dimension Data.

“Este ano, estamos a trabalhar de forma mais abrangente, permitindo o acesso aos dados mais significativos da competição como as etapas, os ciclistas e as condições atmosféricas predominantes”, referiu, chamando de “emocionante” a capacidade de fornecer as informações à A.S.O. através de uma plataforma digital unificada. Não só porque a qualidade dos dados será mais valiosa para o envolvimento do espectador, mas também porque interage com uma geração de jovens que “dependem” de redes sociais e vídeo em direto para se envolverem. 

Christian Prudhomme, diretor do Tour de France na A.S.O, refere isto mesmo. “O crescimento sem precedentes nos diferentes canais sociais como o Instagram, Twitter, Facebook e vídeo em direto na competição do ano passado exigiu que estas tecnologias fossem adotadas e melhoradas para os espectadores modernos”, adiantou. 

O executivo acrescentou que o atrativo de ter acesso a várias redes sociais e vídeo em tempo real, com informações sobre a competição a partir de uma interface intuitiva “vai melhorar muito a qualidade da cobertura do Tour de France, e tornar-se um complemento essencial para o maior evento televisivo em tempo real do mundo.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor