Dia Mundial do Backup: 5 conselhos sobre gestão de dados

Data-Storage

O Dia Mundial do Backup vem lembrar-nos que devemos pensar na forma como estamos a gerir a nossa informação, como devemos proteger documentos importantes e como consciencializar os outros a fazer o mesmo. Perder informação pode ser uma verdadeira dor de cabeça, já que tanto os dados profissionais como os pessoais têm um valor intrínseco para os seus proprietários, muitas vezes imensurável.

Hoje é dia de verificar se as nossas cópias de segurança funcionam ou de avaliar se devemos mudar alguma coisa para proteger os nossos dados. A Commvault oferece cinco conselhos para que as empresas possam verificar se contam com uma estratégia atualizada de proteção da sua informação.

  1. Use uma plataforma de gestão de dados unificada: O uso de vários produtos pontuais para o backup e recuperação pode ser algo complexo e impeditivo do cumprimento de acordos de nível de serviço (SLA), bem como gerar riscos devido a essa mesma complexidade. Ter uma plataforma única de proteção de dados que permita administrar e monitorizar todo o ambiente, durante todo o ciclo de vida dos dados, é sempre a opção mais simples e eficaz.
  1. Confie, mas verifique a nuvem: Como pudemos assistir recentemente no caso da falha de serviço de uma Cloud de um importante fornecedor, colocar todos os dados na nuvem não é garantia de nada. Portanto, as organizações devem assegurar-se continuamente que os seus dados estão protegidos em todo o momento, sejam onde for que residam. É a única forma de estar preparado para uma lha de serviço deste género.
  1. Simplifique a sua proteção de aplicações: Perante o crescimento exponencial de aplicações e dados, muitas empresas têm dificuldade em manter os seus dados protegidos à medida que passam de dev /test à produção e arquivamento, já para não fala rem conseguir extrair valor desses dados ao mesmo tempo. Hoje em dia, há tecnologia que permite melhorar o rendimento das aplicações, acelerar a inovação, reduzir custos e ter as cópias de dados sob controlo.
  1. Proteja as máquinas virtuais: Quase todas as organizações já se virtualizaram. Mas embora a virtualização proporcione importantes benefícios às empresas, veio também criar novos desafios. Devido à expansão das máquinas virtuais (VMs), muitas empresas não têm controlo sobre todas as VM e, portanto, não estão cobertas por uma política de proteção de dados. É um ponto importante a ter em conta.
  1. Garanta a proteção dos postos de trabalho: Uma parte importante dos dados reside em computadores desktop ou dispositivos móveis, comummente denominados de postos de trabalho. O risco de perder dados para o negócio é exponencial: insatisfação do cliente, perdas económicas, sanções administrativas ou má publicidade. Poderá a sua empresa pagar o custo e suportar a má reputação de perder dados, independentemente de estes residirem no data center ou nos postos de trabalho? Seguramente que não, pelo que deverá assegurar-se de que o seu backup também inclui os dispositivos móveis e os equipamentos desktop.

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor