Dez previsões da IDC para a robótica em 2017

Inovação
1 3 Sem Comentários

A consultoria IDC publicou o seu novo relatório de previsões para o setor da robótica, “IDC FutureScape: Worldwide Robotics 2017 Predictions”, no qual aponta dez tendências e drivers esperadas para o próximo ano.

“Os desenvolvimentos tecnológicos em inteligência artificial, visão por computador, navegação, sensores MEMS e semicondutores continuam a impulsionar a inovação na capacidade, performance, autonomia, facilidade de utilização e eficiência de custos dos robôs industriais e de serviço”, diz o diretor de pesquisa do programa de robótica comercial da IDC, Jing Bing Zhang.

Estas são as dez previsões da consultoria para o setor, incluindo tendências, oportunidades e desafios:

1. Robô como Serviço. Em 2019, 30% das aplicações de robótica comercial serão no modelo de negócio “Robô como Serviço”, o que reduzirá o custo de implantação de robôs.

2. Chief Robotics Officer. 30% das maiores empresa irão criar o cargo de diretor de robótica, ou irão definir uma função especificamente para esse segmento dentro do negócio.

3. Evolução do ambiente concorrencial. Em 2020, as empresas terão mais escolha porque novos fabricantes entrarão no mercado para suportar a adoção de robôs.

4. Escassez de talento. Dentro de três anos, o crescimento do setor irá acelerar a corrida por talentos, levando a que 35% das vagas em empregos relacionados com robótica fiquem por preencher. O salário médio aumentará 60%.

5. Robótica enfrentará regulação. O governo vai começar a implementar regulação específica para preservar postos de trabalho e atender a receios de segurança e privacidade.

6. Robô definido por Software. Em 2020, 60% dos robôs vão depender de software baseado na nuvem para definirem novas competências, capacidades cognitivas e programas aplicacionais, levando à formação de um marketplace robótico na nuvem.

7.Robô colaborativo. Já em 2018, 30% de todas as novas instalações serão de robôs inteligentes e colaborativos, que operam três vezes mais rápido que os de hoje e podem ser usados para trabalhos junto dos humanos, em segurança.

8. RobôNet Inteligente. Dentro de três anos, 40% dos robôs comerciais estarão conectados a uma plataforma de inteligência partilhada, resultando em uma melhoria de 200% na eficiência operacional geral.

9. Crescimento fora das fábricas. Em2019, 35% das maiores companhias de logística, saúde, utilities e recursos irão explorar o uso de robôs para automatizarem as suas operações.

10. Robótica para e-Commerce. Em 2018, 45% das 200 maiores empresas de comércio eletrónico e omni-channel irão implementar sistemas robóticos para as operações de armazém e distribuição.

“A robótica continuará a acelerar a inovação, criando disrupção e mudando o paradigma das operações de negócio em muitas indústrias”, reflete Zhang. “A IDC espera ver um crescimento mais forte da adoção de robótica fora das fábricas tradicionais de manufatura”, indica.

“Encorajamos as empresas voltadas para o utilizador final a analisar como os robôs podem melhorar a sua capacidade competitiva melhorando a qualidade, a produtividade operacional e agilidade, e as experiências de todos os interessados.”


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor