Deutsche Telekom recusa ofertas pela T-Mobile

NegóciosOperadoresRedes

A operadora alemã Deutsche Telekom vai recusar as propostas para a compra da sua unidade T-Mobile que valorizem a subsidiária em 35 dólares por ação, considerando o valor significativamente reduzido. Esta revelação surge como uma contradição à notícia que a Bloomberg divulgara ontem, na qual fora avançado que a Deutsche Telekom estaria disposta a considerar ofertas para a

A operadora alemã Deutsche Telekom vai recusar as propostas para a compra da sua unidade T-Mobile que valorizem a subsidiária em 35 dólares por ação, considerando o valor significativamente reduzido.

TMobile

Esta revelação surge como uma contradição à notícia que a Bloomberg divulgara ontem, na qual fora avançado que a Deutsche Telekom estaria disposta a considerar ofertas para a aquisição da sua unidade T-Mobile de 35 dólares por cada ação.

Nos primeiros dias de agosto, a alemã recusara a proposta da empresa francesa de telecomunicações Iliad. Embora não tenham sido desvendadas as razões para a renúncia, podemos inferir que a oferta que Iliad colocara sobre a mesa não fora do agrado da maior operadora alemã.

A Sprint, uma empresa norte-americana de telecomunicações que estivera também de olhos postos na T-Mobile, deixou cair por terra a sua proposta de 40 dólares por cada ação da unidade da alemã, depois de ter sido soterrada em proibições lançadas pelas entidades reguladoras, que insistiam que o número de operadoras nos Estados Unidos não poderia ser reduzido de quatro operadoras para somente três.

Apesar de a Deutsche Telekom gerar um quinto do seu lucro e um terço das suas vendas nos Estados Unidos, a empresa alemã acredita que a T-Mobile não possui as forças necessárias para competir em pé de igualdade com as ferozes concorrentes AT&T e Verizon.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor