Despedimentos na Nokia podem chegar a 15 mil, diz sindicato

EmpregoEmpresasGestãoNegócios
0 0 Sem Comentários

Os cortes da fabricante de equipamentos de rede de telecomunicações Nokia podem totalizar entre 10 mil a 15 mil empregados em todo o mundo – muito mais do que o anunciado – após a compra da rival Alcatel-Lucent, disse um representante do sindicato finlandês.

A Nokia anunciou planos para a extinção de cerca de 2400 empregos na Finlândia e na Alemanha como parte de um programa de redução de custos mas os cortes globais podem representar cerca de 14 % da força de trabalho mundial composta por 104 mil empregados.

A Nokia iniciou o programa de cortes em abril, com o objetivo de reduzir 900 milhões de euros em custos operacionais até 2018.

“Não ouvimos nenhum número oficial, mas com base nas informações de fontes sindicais, eu estimaria o impacto global desta medida à volta de 10 mil a 15 mil postos de trabalho“, disse Risto Lehtilahti, representante do sindicato Oulu.

Um porta-voz da Nokia recusou-se a comentar o assunto à Reuters.

A Nokia definiu os planos no seu país de origem na semana passada, dizendo que cortaria cerca de 1000 postos na Finlândia, em vez da estimativa inicial de 1300 postos. A empresa também deverá cortar 1400 posições na Alemanha. Em França, serão extintos 400 postos e  500 vagas em pesquisa e desenvolvimento.

*Com reportagem de Jussi Rosendahl, da Reuters


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor