Declínio na venda de PC’s “afunda” receita da Intel

Negócios
0 0 Sem Comentários

A Intel registou uma receita trimestral abaixo do esperado. É que apesar das vendas dos microchips da marca norte-americana que alimentam centros de dados terem sido fortes, não conseguiram compensar o declínio prolongado na procura por chips de computador.

Ontem, as ações daquele que é o maior fabricante de chips do mundo caíram quase 3 por cento nas negociações após o fecho da bolsa.

As vendas do negócio tradicional de computadores da Intel, que também incluem chips para telemóveis e tablets, caíram 3 por cento para 7,3 mil milhões de dólares no segundo trimestre, diz a Reuters, explorando que , em compensação, as remessas globais de computadores caíram menos que o esperado no trimestre, segundo a IDC.

A receita dos negócios de centro de dados da companhia subiu 5 por cento, para 4 mil milhões de dólares ante o ano anterior e responde por 30 por cento da receita total.

Aliás, é “público” que a Intel tem focado o seu negócio nas atividades de maior margem de centro de dados, à medida que tenta reduzir a sua dependência no mercado de computadores.

O lucro líquido da Intel recuou para 1,33 mil milhões de dólares, ou 0,27 dólar por ação, no trimestre encerrado em 2 de julho, ante 2,71 mil milhões, ou 0,55 dólar por ação, um ano antes.

Excluindo certos itens, o lucro foi de 0,59 dólar por ação, acima da previsão média do mercado, de 0,53 dólar por ação.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor