Criado novo dispositivo para vencer limitações do corpo humano

Escritório

A empresa Grindhose Wetware criou o Circadia 1.0, um dispositivo para capturar a temperatura e a pulsação humana por períodos longos. Este aparelho permite o melhoramento da precisão de análises para determinado tipo de patologia. A evolução tecnológica tem realizado verdadeiros milagres às limitações de muitas pessoas, sendo já há décadas aplicados implantes no corpo

A empresa Grindhose Wetware criou o Circadia 1.0, um dispositivo para capturar a temperatura e a pulsação humana por períodos longos. Este aparelho permite o melhoramento da precisão de análises para determinado tipo de patologia.

Circadia2A evolução tecnológica tem realizado verdadeiros milagres às limitações de muitas pessoas, sendo já há décadas aplicados implantes no corpo humano.

A Grindhose Wetware, empresa norte-americana fundada por um grupo de engenheiros, programadores e entusiastas, da qual Tim Cannon é fundador, tem vindo a desenvolver soluções alternativas para vencer as limitações de milhares de pessoas.

Desta vez, a empresa decidiu criar um aparelho para a captura da temperatura e pulsação humana por períodos longos. O dispositivo já foi desenvolvido e chama-se Circadia 1.0.

É utilizado um hardware open source Arduino que comunica com um dispositivo Android, através de Bluetooth, transferindo os dados captados pelos sensores. A placa de controlo tem três LEDs de alerta e a bateria é carregada por indução.

O hardware baseado em Arduino é implantado no corpo, por baixo da pele. Tim Cannon sujeitou-se como cobaia e implantou o Circadia 1.0 no próprio braço para testar o dispositivo.

Apesar de revolucionárias, as práticas utilizadas pela Grindhose Wetware podem vir a ser eticamente questionáveis, pois começam a ultrapassar os limites da evolução natural do homem e testa os limites da medicina e da biologia.

A Grindhose Wetware deverá comercializar o dispositivo ao preço de 374 euros.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor