Cosentino otimiza plataforma tecnológica com soluções Cisco

EmpresasNegócios

O Grupo Cosentino adotou as tecnologias de arquitetura de rede sem fios e multiplataforma Enterprise Networks, Data Center e Colaboração da Cisco para simplificar a sua gestão e apoiar o seu crescimento internacional. A otimização da sua plataforma tecnológica com as soluções Cisco permite reduzir custos operativos, unificar as suas comunicações, melhorar a produtividade e

O Grupo Cosentino adotou as tecnologias de arquitetura de rede sem fios e multiplataforma Enterprise Networks, Data Center e Colaboração da Cisco para simplificar a sua gestão e apoiar o seu crescimento internacional.

Cosentino_EUAA otimização da sua plataforma tecnológica com as soluções Cisco permite reduzir custos operativos, unificar as suas comunicações, melhorar a produtividade e gerir o negócio de forma global.

A Cosentino é uma empresa familiar com uma organização multinacional composta por cerca de 2300 trabalhadores e presente em mais de 70 países. O grupo fabrica e distribui soluções arquitetónicas e de projeto a partir de pedra natural de granito e quartzo. A Silestone é a sua marca mais reconhecida, sendo líder na sua categoria a nível mundial. Em maio deste ano, o Grupo Cosentino lançou a marca Dekton, que correspondeu a um investimento de 128 milhões de euros. A Dekton é uma superfície ultra compacta para o mundo da arquitetura e projeto.

Devido ao seu rápido crescimento e à sua expansão internacional, a Cosentino enfrentava agora uma gestão mais complexa e tinha novas necessidades de estandardização, o que a levou a optar pela Cisco, pela oferta de uma solução completa, com suporte global e com uma rede de parceiros muito qualificada.

O crescimento do Grupo Cosentino assenta na internacionalização, na inovação e na aposta nas novas tecnologias. Para otimizar esta estratégia, a empresa renovou a sua plataforma tecnológica nos setores de redes, data center e colaboração, apoiando-se na Cisco para conseguir uma solução completa e homogénea, capaz de fornecer uma cobertura global às suas fábricas, sedes e abrangendo os teletrabalhadores.

A nova arquitetura de redes baseia-se num sistema de redes sem fios e multiplataformas presente nas fábricas e escritórios que unifica e melhora as comunicações facilitando a conexão à rede a partir de qualquer dispositivo, em qualquer momento ou lugar e de forma controlada e segura.

A Cosentino construiu um segundo data center, situado em Houston, que vem complementar o de Madrid, tendo em vista poder servir todas as suas sedes. Após ter consolidado e virtualizado os seus servidores mediante a adopção do Cisco Unified Computing System como plataforma de computação, o software de virtualização de VMware e as soluções de armazenamento de EMC, as aplicações foram migradas num prazo de apenas três meses nos quais a empresa conseguiu cumprir objetivos importantes como obter maior segurança, uma gestão mais fácil e uma maior disponibilidade dos centros.

Com a arquitetura de Colaboração, o grupo pôde implementar dois mil telefones IP à escala global, sistemas de videoconferência e TelePresença nos principais escritórios. Esta é uma solução multiplataforma e multicanal que permite aos trabalhadores da Cosentino colaborar através de voz e vídeo utilizando qualquer dispositivo, permitindo à empresa conseguir uma importante poupança de custos, uma comunicação mais rápida, e uma redução considerável no número de viagens.

Quando iniciámos o projeto de renovação tecnológica enfrentávamos um grande desafio: o Grupo tinha uma presença internacional cada vez maior, pelo que a gestão se tornava cada vez mais complexa. A partir do departamento de Sistemas, procurámos uma solução integral, homogénea e com suporte global, algo que a Cisco nos proporcionou através das suas arquiteturas de redes, data center e colaboração”, refere Gemma Hernández, CIO do Grupo Cosentino.

“Queremos agradecer a confiança do Grupo Cosentino ao selecionar a tecnologia da Cisco para resolver os seus desafios de negócio e impulsionar a inovação e expansão internacional. Queremos também agradecer à Aryse que, graças ao seu vasto conhecimento das arquiteturas e soluções da Cisco, foi decisiva no projeto, instalação e manutenção de toda a plataforma, conseguindo converter o projeto num sucesso a nível mundial”, diz por sua vez Nuno Ferraz de Carvalho, Diretor-Geral da Cisco Portugal.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor