Cook, Nadella, Musk e outros executivos em encontro com Trump

e-Regulação

Esta quarta-feira, um quem é quem de executivos de topo em Silicon Valley vão-se reunir com o presidente-eleito dos Estados Unidos, Donald Trump. O summit está a fazer ondas tanto pelos nomes que já confirmaram a participação, como também por aqueles que estarão ausentes.

De acordo com múltiplas notícias, do Recode à CNN, entre os executivos confirmados no encontro com Trump estão Tim Cook, CEO da Apple, Satya Nadella, CEO da Microsoft, e Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX.

O Recode avança que será cerca de uma dúzia de altos responsáveis das maiores empresas do Silicon Valley. O Facebook será representado pela número dois e diretora operacional, Sheryl Sandberg, uma das duas mulheres no grupo – a par de Ginni Rometty, CEO da IBM.

Confirmada está também a presença do CEO da Intel, Brian Krzanich, e do CEO da Alphabet (casa-mãe da Google), Larry Page. O CEO da Cisco, Chuck Robbins, e o co-CEO da Oracle, Safra Catz,  estarão igualmente no encontro, que decorrerá na Trump Tower em Nova Iorque.

Os convites para este “tech summit” foram enviados a semana passada e assinados pelo genro de Trump, Jared Kushner, o diretor de staff Reince Priebus e o investidor bilionário Peter Thiel.

A presença ou não de Jeff Bezos ainda está por confirmar – Trump criticou o CEO da Amazon e dono do Washington Post pela cobertura da campanha presidencial. O mesmo acontece com Jack Dorsey, que lidera o Twitter.

O tech summit acontece num momento em que o presidente-eleito tem o seu governo praticamente todo definido. Antes de ser eleito, Trump foi alvo de uma carta assinada por 145 nomes proeminentes de Silicon Valley, entre os quais Steve Wozniak da Apple e Jimmy Wales da Wikipedia, criticando o então candidato.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor