Continental desenvolve solução de carregamento sem fios para veículos elétricos

Negócios

A Continental anunciou uma tecnologia de carregamento indutivo para veículos elétricos que será apresentada, em junho, no Continental Tech Show. A solução é mais segura, compacta e robusta que as opções de carregamento tradicionais e estará disponível também para bicicletas elétricas.

A energia de carregamento é transferida sem fios de uma plataforma de carregamento no solo para uma plataforma de carregamento na parte inferior do veículo. Segundo a empresa, o condutor só tem de estacionar em cima da plataforma de carregamento, auxiliado por uma solução de micronavegação, e é executado automaticamente um diálogo de autenticação com a estação de carregamento. Um interface homem-máquina mostra ao condutor quando é que o veículo atingiu a posição correta de estacionamento e confirma que o carregamento começou. 

A solução inclui, assim, funções de localização de veículos, comunicação eletrónica, gestão de carregamento, monitorização de segurança e recuperação de dados.

“Com este sistema de carregamento indutivo, os condutores podem tirar vantagem das oportunidades de recarregamento sempre que estas surgirem e sem qualquer incómodo”, indica Thomas Röhrl, especialista da Continental e responsável por este sistema indutivo de carregamento. “E um grande número de pequenas sessões de carregamento fornece a mesma energia do que uma sessão mais longa”, acrescentou.

O sistema tem uma tolerância de posicionamento de cerca de 10 cm e o carregamento poderá chegar a uma potência de 11 kW, o que oferece um quilómetro de autonomia por cada minuto de carregamento.

Além disso, o sistema é seguro dado que é feito um processo de autenticação wireless e tem uma função integrada de monitorização de lacunas, em que caso seja detetada a intrusão de um objeto estranho entre a plataforma no solo e a plataforma no veículo, a transmissão de energia é imediatamente interrompida. Por outro lado, esta tecnologia ocupa relativamente pouco espaço em comparação com a tecnologia que usa cabos. 

“A Continental usou o seu conhecimento cruzado entre divisões para desenvolver esta solução de carregamento indutivo, porque este tipo de tecnologia de carregamento exige competências muito abrangentes, mas também muito específicas. Afinal, abrange tudo, desde a comunicação sem fios entre o veículo e a estação de carregamento, tecnologia de micro-navegação sofisticada e uma interface homem-máquina que fornece um feedback visual ao condutor, à própria tecnologia de carregamento indutivo”, explicou, em comunicado, Oliver Maiwald, Diretor de Tecnologia & Inovação na Divisão Powertrain da Continental.

Para além do seu trabalho de desenvolvimento, a Continental está também a desempenhar um papel ativo nos esforços de uniformização como membro do StiLLe. Um projeto alemão de uniformização para a interoperabilidade de carregamento indutivo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor