Como reconhecer uma mensagem de Phishing

CyberwarSegurança

Na sequência de uma recente vaga de mensagens de correio electrónico que supostamente publicitam o “Novo Portal de Finanças Online” mas que, na verdade, ligam para um site que tenterá instalar malware (software malicioso) no computador das vítimas com a finalidade de roubar os seus dados, volta a estar na ordem do dia a questão do

Na sequência de uma recente vaga de mensagens de correio electrónico que supostamente publicitam o “Novo Portal de Finanças Online” mas que, na verdade, ligam para um site que tenterá instalar malware (software malicioso) no computador das vítimas com a finalidade de roubar os seus dados, volta a estar na ordem do dia a questão do cuidado que devemos ter com este tipo de mensagens.

phishing

A Panda Security, especialista mundial em soluções de segurança, divulgou algumas informações que podem ajudar os utilizadores a detetar e reconhecer uma mensagem de Phishing, termo usado para definir as mensagens maliciosas como a que falámos acima.

Os serviços públicos e os bancos são, na maior parte dos casos, o tipo de remetente que os autores deste tipo de mensagens assumem. Deveremos, por isso ter cuidado quando recebemos um “simples” e-mail do nosso banco e verificar se é mesmo essa a sua origem, analisando alguns pormenores.

No campo do remetente podemos confirmar a extensão do endereço de e-mail. Se não for da entidade assumida ou se aparece a direção da empresa em questão, rapidamente conseguimos perceber que o e-mail de origem pode não ser verdadeiro.

Também o corpo da mensagem pode dar-nos algumas pistas. Se apresentar logotipos ou imagens retiradas do site da empresa que supostamente a enviou, é normal que se note que a qualidade não é a melhor o que costuma também ser um indicador. Se contiver um link que parece corresponder ao site do suposto remetente mas, na realidade, verificamos que o URL para onde nos encaminha não corresponde, é, muito provavelmente, uma página fraudulenta.

Outros traços comuns neste tipo de e-mails são os erros ortográficos, gramaticais ou palavras que normalmente não são usadas numa comunicação institucional, bem como a inclusão de um pedido de dados pessoais. As empresas ou serviços públicos nunca o fazem por e-mail.

Este tipo de comportamento preventivo é cada vez mais importante, não só na utilização dos nossos dispositivos pessoais mas sobretudo no nosso local de trabalho. Já imaginou ser responsável por prejudicar a atividade da sua empresa e dos seus colegas por abrir uma mensagem destas?


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor