Cognizant regista aumento de 20 por cento das receitas

GestãoNegóciosResultados

Os resultados trimestrais da Cognizant foram melhores do que os esperados. As receitas dos primeiros três meses de 2015 subiram 20 por cento, superando as estimativas dos analistas, e foram potenciadas pelo fortalecimento dos seus negócios de serviços financeiros e de saúde. A Cognizant entrou em 2015 com o pé direito, depois de ter revelado

Os resultados trimestrais da Cognizant foram melhores do que os esperados. As receitas dos primeiros três meses de 2015 subiram 20 por cento, superando as estimativas dos analistas, e foram potenciadas pelo fortalecimento dos seus negócios de serviços financeiros e de saúde.

negócio crescimento

A Cognizant entrou em 2015 com o pé direito, depois de ter revelado que as receitas do primeiro trimestre atingiram os 2,91 mil milhões de dólares, face aos 2,42 mil milhões conseguidos no mesmo período de 2014. Os analistas calculavam que as receitas não seriam superiores a 2,89 mil milhões de dólares.

As receitas do negócio de serviços de TI vocacionados para a área da Saúde cresceram 43 por cento, totalizando 879,1 milhões de dólares neste primeiro trimestre. Já no que diz respeito aos serviços financeiros, a Cognizant registou receitas de 1,16 mil milhões de dólares, uma subida de 13,4 por cento. O setor da Saúde gera cerca de um terço da totalidade das receitas da Cognizant, ao passo que a área financeira representa perto de 40 por cento dos lucros.

Este crescimento é o reflexo do aumento dos investimentos em serviços de TI parte dos clientes dos setores das Finanças e da Saúde no mercado norte-americano.

Os lucros líquidos da empresa foram de 382,9 milhões de dólares, face aos 348,9 milhões do ano anterior.

Este aumento positivamente inesperado levou a Cognizant a redesenhar as suas projeções anuais para 2015. Este ano, a tecnológica espera alcançar receitas de, no mínimo, 12,24 mil milhões de dólares. Contudo, os analistas calculavam que as receitas anuais chegassem aos 12,29 mil milhões de dólares.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor