CMVM pede esclarecimentos à PT SGPS

OperadoresProjetosRedesService-Provider

A CMVM pediu esclarecimentos à PT SGPS sobre a percentagem que detém na Oi e com quanto ficará de participação na CorpCo, a nova Oi, que resulta da fusão da operadora brasileira com a Portugal Telecom. Atualmente, a PT SGPS detém direta e indiretamente 39,73 por cento da Oi, em que uma percentagem de 35,81

A CMVM pediu esclarecimentos à PT SGPS sobre a percentagem que detém na Oi e com quanto ficará de participação na CorpCo, a nova Oi, que resulta da fusão da operadora brasileira com a Portugal Telecom.

pt

Atualmente, a PT SGPS detém direta e indiretamente 39,73 por cento da Oi, em que uma percentagem de 35,81 por cento é através de posição direta. O restante é controlado através de empresas como a Telemar Part, a AG Telecom e a LF Telecom.

Enquanto ativos, a Portugal Telecom tem apenas a participação na Oi e a dívida da Rioforte, uma das empresas do Grupo Espírito Santo.

Após as negociações, a PT verá a sua posição reduzida na futura CorpCo, com 25,6 por cento da empresa. No entanto, terá ainda a possibilidade de comprar mais títulos da empresa.

A Terra Peregrin, de Isabel dos Santos, que fez uma oferta sobre a PT SGPS, tinha referido que, no final das negociações, a PT ficaria com 23 por cento das ações da Oi. Afinal, quando for executada a permuta, a empresa terminará com 22,77 por cento, não chegando ao número avançado pela Terra Peregrin.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor