Cloud impulsiona receitas da SAP no segundo trimestre de 2017

GestãoResultados

A empresa alemã apresentou os seus resultados trimestrais com um crescimento de 3% nos lucros que atingiram 1,57 mil milhões de euros. Os bons indicadores levaram a SAP a aumentar as previsões para o ano de 2017.

As receitas da gigante tecnológica atingiram 5,78 mil milhões de euros, um aumento de 10,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Já as receitas de cloud subiram 27% tendo chegado aos 932 milhões de euros.

O CEO da empresa, Bill McDermott, referiu que apesar do bom desempenho na área de negócio da nuvem alguns projetos foram adiados para o terceiro trimestre.

De referir ainda que as receitas de software aumentaram 5%, superando o crescimento record do trimestre homólogo de 2016.

“O nosso fantástico momentum continua com um crescimento a dois dígitos nas receitas totais. A taxa de crescimento das receitas de cloud e o software do trimestre está no limite superior do nosso intervalo de previsões anuais. Com base no nosso forte crescimento e geração de cash-flow, temos o prazer de partilhar o nosso sucesso com os nossos acionistas, iniciando uma recompra de ações até €500 milhões no segundo semestre”, esclareceu Luka Mucic, CFO da SAP.

A SAP aumentou em 100 milhões o montante do seu forecast de vendas anuais, para um intervalo entre 23,3 mil milhões e 23,7 mil milhões euros. 

Mas nem tudo é um mar de rosas pois alguns custos aumentaram, se bem que são justificados pelas inovações e vendas que podem originar. É o caso dos custos com R&D, que aumentaram 19%, e com marketing, que subiram 16% devido à aposta na cloud


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor