Claranet adquire Echiron e planeia consolidação no mid-market

CloudEmpresasNegócios

O fornecedor de gestão de serviços e cloud Claranet reportou receitas de 103 milhões de libras (perto de 124 milhões de euros), um aumento de 47 por cento em 2013. O fundador e CEO da empresa, Charles Nasser, afirmou que a Claranet, que comprou a Echiron, planeia posicionar-se na cloud através de aquisições estratégicas e

O fornecedor de gestão de serviços e cloud Claranet reportou receitas de 103 milhões de libras (perto de 124 milhões de euros), um aumento de 47 por cento em 2013. O fundador e CEO da empresa, Charles Nasser, afirmou que a Claranet, que comprou a Echiron, planeia posicionar-se na cloud através de aquisições estratégicas e consolidação no mid-market.

Cloud computingA Claranet, tradicionalmente, oferecia gestão de serviços a grandes e médias empresas. Desde 2012, no entanto, a empresa quer posicionar-se como um “peso pesado” no mercado europeu de cloud.

Em novembro de 2012, pagou 55 milhões de libras pela Start Technology Services, um fornecedor focada em médias empresas de serviços de rede e alojamento integrado. Um mês depois, pagou 3,4 milhões de libras pela empresa de alojamento Typhon.

Ontem, a Claranet anunciou que tinha adquirido a Echiron, uma empresa portuguesa de gestão de alojamento high-end e fornecedora de serviços e aplicações cloud. Os valores do negócio ainda não são conhecidos.

“A aquisição faz parte da estratégia geral de crescimento da Claranet e permite-nos expandir a nossa equipa e as nossas ofertas de serviço”, afirma António Miguel Ferreira, managing director da Claranet Portugal. “Confirma a nossa ambição de nos tornarmos o fornecedor independente líder de gestão de serviços na Europa e, agora, posiciona a Claranet como a fornecedora líder de managed hosting e managed applications em Portugal”.

Charles Nasser afirma que o setor cloud vai ser uma componente chave da empresa, procurando, particularmente, médias empresas. “Os nossos planos são ambiciosos e enquanto olhamos para 2014, esperamos que o ano seja um ano com um rápido crescimento e expansão para nós através do mercado do oeste da Europa”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor