Cisco e Microsoft promovem hoje Security Summit

Software
0 3 Sem Comentários

A Cisco e a Microsoft promovem hoje a primeira edição do Security Summit, uma conferência conjunta que pretende partilhar a visão das duas empresas relativamente aos desafios de cibersegurança no mundo, bem como os mais recentes desenvolvimentos ao nível de soluções de proteção face a ataques cibernéticos.

O evento terá lugar em Lisboa e conta com a presença de especialistas nacionais e internacionais, procurando refletir sobre novas formas de aumentar a segurança nas organizações.

De acordo com o último Relatório Semestral de Cibersegurança da Cisco, a dificuldade em limitar o campo de atuação dos atacantes é o maior desafio que as organizações enfrentam e que pode também representar uma grande ameaça à transformação digital dessas organizações. Em destaque neste relatório esteve também a incapacidade das organizações para fazer frente a futuras espécies de ransomware mais sofisticadas, o maior enfoque dos ataques à infraestrutura de servidores, a contínua evolução dos métodos de ataque e a crescente utilização de cifras para mascarar a sua atividade.

A Microsoft, por sua vez, no seu 2016 Trends in Cybersecurity, partilha que a vulnerabilidade em toda a indústria aumentou 9.4% entre o primeiro e o segundo semestre de 2015, para um número superior a 3.300 casos.

Com um número superior a seis mil vulnerabilidades divulgadas publicamente por ano, em toda a indústria, o software utilizado nas empresas assume, por isso, uma importância extrema e deve ser revisto e atualizado regularmente.

Por forma a endereçar estes problemas e a crescente complexidade (tecnológica e humana) em lidar com todos os vetores de ataque, a abordagem da Cisco assenta em 3 pilares: Simplicity, Openess e Automation. Utilizando uma abordagem holística e que garante total visibilidade na Rede, terminal e na Cloud, a Cisco garante proteção antes, durante e após qualquer ataque acontecer.

Numa altura em que as ameaças à segurança informática são cada vez mais frequentes, a Security Summit 2016 procurará identificar as principais ameaças no panorama da cibersegurança nacional e alertar o tecido empresarial para as consequências dos ataques cibernéticos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor