Cisco Connect Portugal 2013 junta ecossistema de parceiros Cisco

EmpresasNegócios

Falar do Cisco Connect Portugal 2013 é falar de redes. Em primeiro lugar porque um dos temas centrais deste evento foi o conceito Internet of Everything, uma visão do futuro em que “tudo” estará interligado em rede. Nuno Ferraz de Carvalho, Director Geral da Cisco Portugal, referiu que apenas 1 por cento do que estará

Falar do Cisco Connect Portugal 2013 é falar de redes. Em primeiro lugar porque um dos temas centrais deste evento foi o conceito Internet of Everything, uma visão do futuro em que “tudo” estará interligado em rede. Nuno Ferraz de Carvalho, Director Geral da Cisco Portugal, referiu que apenas 1 por cento do que estará ligado em 2022 já está efectivamente ligado. “A revolução vai apenas em 1 por cento”, disse.

CiscoPor outro lado, nas várias apresentações e na área de exposição estiveram presentes cerca de duas dezenas de parceiros tecnológicos e de canal representativos do ecossistema Cisco em Portugal, contribuindo para um evento onde foram analisadas as novas tendências tecnológicas e a sua implicação futura e aplicação prática no mundo dos negócios e das empresas.

Cloud Computing, Big Data, SDN (software defined networks), Mobilidade e Internet of Everything, e a sua aplicação prática aos negócios, foram os temas principais debatidos nos dois dias do evento.

Os parceiros presentes podem ser divididos em grupos distintos e complementares. Primeiro grandes multinacionais de Tecnologias de Informação, como Intel, Microsoft, EMC, NetApp e também Panduit, que complementam a oferta da Cisco no mercado nacional na apresentação de soluções. Depois, operadores de telecomunicações como a Portugal Telecom, ZON e Optimus. Não menos importantes são os integradores como Novabase, Cilnet, Real Life, Compta, Regra e Syncrea. No âmbito dos distribuidores de valor acrescentado estiveram presentes a Comstor, a Databox e a TechData. Os parceiros de formação presentes foram a Rumos e a Global Knowledge. Por último, o prestador de serviçs de comunicações NextiraOne.

Foram também várias as novidades tecnológicas, em diversas áreas. O Data Center Network Manager (DCNM) permite implementar, visualizar e gerir de forma eficiente toda a infraestrutura que integra o Cisco Unified Fabric. Apresenta um conjunto de funcionalidades completas, incluindo um dashbord configurável, que permite uma visibilidade melhorada sobre todos os elementos da rede e a automação do aprovisionamento do fabric para Data Centers dinâmicos. Por seu turno, o UCS Director permite efectuar a gestão da infra-estrutura unificada e convergente, através da administração de recursos de computação, rede, armazenamento de informação e ambientes de virtualização, de forma simples num único interface web de self-service.

A arquitectura de Enterprise Networks pretende simplificar os ambientes de TI e disponibiliza novas oportunidades de desenvolvimento de negócio através de uma aproximação aberta e programável à infraestrutura de rede. A componente de Unified Access permite acomodar o fenómeno de BYOD (Bring Your Own Device) de uma forma integrada, através da implementação de uma arquitetura baseada nos seguintes pilares: One Policy com o Cisco ISE, One Management com o Cisco PRIME e One Network em que todos os equipamentos de rede cooperam para oferecer uma plataforma integrada que permite inovar sem comprometer a performance ou a segurança das aplicações.

As soluções da Cisco destinadas a operadores móveis também estiveram presentes. Paulo Garrido, Business Development Manager, diz que a Cisco pretende ajudar os operadores de telecomunicações móveis a dimensionar a sua rede de forma rentável, a desenvolver novos modelos empresariais e a melhorar a experiência dos clientes, de modo a aproveitar a oportunidade do mercado de Internet móvel. Realça a gestão do tráfego móvel, a gestão de escassez de espectro e a integração de aplicações de analytics e policy control como as três características principais destas soluções.

Outro destaque tecnológico do Cisco Connect Portugal 2013 é uma solução de colaboração que alia o vídeo à voz e ao texto, tanto em ambientes móveis como em ambientes de escritório. Miguel Louzeiro, PSS Colaboration da Cisco Portugal, refere que os utilizadores são cada vez mais móveis, sendo imperativo ter ferramentas que garantam um experiência única, independentemente do terminal utilizado ou do local. A Cisco recorre a ferramentas como o Cisco Jabber, um cliente de comunicações unificadas suportado em múltiplos sistemas operativos e plataformas, que, para além de garantirem uma experiência comum, independente da localização ou do método de acesso e de uma forma transparente, permitem adicionalmente um conjunto alargado de modelos de comunicação (Instant Messaging, Presença, Voz e Vídeo), que se adequam a todos os tipos de necessidades e de perfil de utilizador.

Outras aposta da Cisco é o Connected Mobile Experience (CMX). Rui Brás Fernandes, PSS Enterprise Networking da Cisco, diz que este conceito faz uma junção da mobilidade e da personalização permitindo, através de uma infraestrutura Cisco Unified Access, dar uma nova experiência aos utilizadores finais, contribuindo ao mesmo tempo para uma maior visibilidade do que se passa nas redes WiFi para os detentores das mesmas.

A Cisco associou-se à Portugal Telecom (PT) e recorrendo a informação disponibilizada pela infraestrutura CMX, a PT desenvolveu uma aplicação para smartphones Android que permite fornecer dados baseados no local onde a pessoa se encontra e de acordo com a altura do dia. Esta solução CMX é uma variante da solução Facebook Wi-Fi recentemente lançada, no âmbito da qual o utilizador usa as suas credenciais do facebook para se ligar à rede e interagir através desta plataforma social. A solução permite fazer uma análise comportamental dos utilizadores e obter informação útil à decisão de negócios.

O Cisco Connect Portugal 2013 contou com um número total de 1.275 participantes, tendo decorrido nos passados dias 15 e 16 de Outubro, no Centro de Congressos do Estoril.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor