Cisco compra empresa de prevenção de malware

Gestão de RedesNegóciosRedesSegurança

Depois de ter gasto 2,7 mil milhões de dólares na aquisição da SourceFire no ano passado, a Cisco fez nova incursão do mercado da segurança e avançou para a compra da ThreatGrid, com a qual pretende melhorar a sua capacidade de análise de malware. A novidade sobre esta aquisição foi avançada no Cisco Live 2014,

Depois de ter gasto 2,7 mil milhões de dólares na aquisição da SourceFire no ano passado, a Cisco fez nova incursão do mercado da segurança e avançou para a compra da ThreatGrid, com a qual pretende melhorar a sua capacidade de análise de malware.

malware-virus-security-threat

A novidade sobre esta aquisição foi avançada no Cisco Live 2014, que decorreu em São Francisco. O negócio deverá estar concluído no 4º trimestre deste ano e os detalhes financeiros não foram revelados, sendo que os 25 engenheiros da ThreatGrid serão reintegrados nos quadros da Cisco.

A ThreatGrid é um fabricante de tecnologia de deteção de ameaças e análise de malware que pode ser executada tanto ‘on-premise’ como na cloud. Os seus produtos irão alargar a oferta de segurança da Cisco, particularmente na área de Advanced Malware Protection (AMP).

As soluções de AMP visam satisfazer as necessidades de segurança das empresas desde a rede ao endpoint, disponibilizando características como a deteção e o bloqueio, a análise contínua e correção de ameaças avançadas. Especificamente, a ThreatGrid acrescenta capacidades de sandboxing de malware para clouds públicas e privadas à linha de produtos FireAMP (Advanced Malware Protection) da SourceFire.

Esta aquisição faz parte da estratégia da Cisco para aumentar a sua relevância no data center. Aliás, com os investimentos que tem vindo a fazer em investigação e aquisições, a Cisco está a crescer em áreas como o cloud computing, a mobilidade e a Internet das Coisas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor