Cisco com vendas fortes nos Estados Unidos

GestãoGestão de RedesNegóciosRedesResultados

A Cisco anunciou uma queda de 5,5 por cento na receita do trimestre. As vendas nos Estados Unidos e no norte da Europa ajudaram a compensar as vendas lentas nos mercados emergentes. A Cisco apresentou uma margem bruta de 62,7 por cento no terceiro trimestre fiscal, mais 53,3 por cento que no anterior trimestre e

A Cisco anunciou uma queda de 5,5 por cento na receita do trimestre. As vendas nos Estados Unidos e no norte da Europa ajudaram a compensar as vendas lentas nos mercados emergentes.

ciscoooA Cisco apresentou uma margem bruta de 62,7 por cento no terceiro trimestre fiscal, mais 53,3 por cento que no anterior trimestre e ligeiramente acima da orientação de 61/62 por cento.

O negócio chave da Cisco enfrentou alguma competição do chamado software-defined networks (SDN). Ultimamente tem ganho alguma tração nessa “batalha” com os switches Nexus 9000, que se pode adaptar a flows no workload trazido pelo cloud computing, e big data.

O total de encomendas no mercado norte-americano aumentou sete por cento em relação há um ano, com as encomendas comercial e enterprise a crescer mais de dez por cento. A força de encomendas no norte da Europa cresceu quatro por cento year-over-year.

No entanto, nos mercados emergentes a Cisco enfrentou mais competição e as encomendas desceram sete por cento. No Brasil, por exemplo, desceu 27 por cento e na Rússia 28 por cento.

A Cisco teve um lucro líquido de 2,2 mil milhões de dólares, abaixo dos 2,5 mil milhões de dólares de há um ano. As receitas da empresa foram de 11,5 mil milhões de dólares, abaixo dos 12,2 mil milhões de dólares de igual período de 2013. Ainda assim, está acima do esperado pelos analistas, que previam receitas no valor de 11,36 mil milhões de dólares.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor