Cisco apresenta redes auto adaptáveis ao vídeo na IBC

CloudRedes

A empresa vai mostrar durante a IBC 2017, que está a decorrer em Amesterdão, como é que as organizações podem migrar para redes IP programáveis e automatizadas, que respondam às exigências do futuro, através de soluções de Video Aware Networking.

De acordo com o relatório da Cisco VNI, os conteúdos de vídeo vão representar 80% todo o tráfego de internet no mundo em 2021 e como tal, as empresas, especialmente as de multimédia, media e entretenimento, têm de se preparar para esta realidade.

As soluções Video Aware Networking da Cisco são capazes de otimizar a comunicação entre a tecnologia de rede e as aplicações e serviços que suporta, permitindo assim a evolução necessária para redes IP programáveis e automatizadas.

Com estas ferramentas da Cisco, as empresas terão a capacidade de adaptar a qualidade, proteger o conteúdo de ciberameaças e oferecer melhores serviços em função do comportamento dos utilizadores.

Umas das inovações anunciada é o segment routing, que facilita a distribuição de serviços multi-play para todos os tipos de ecrã/dispositivos, em tempo real. De uma forma flexível e escalável, as aplicações – incluindo o vídeo – determinam o seu próprio caminho na rede para oferecer aos consumidores uma experiência otimizada.

As novidades também incluem melhorias nas soluções Infinite Video Platform e Media Blueprint da Cisco para distribuir serviços de vídeo escaláveis sobre a rede IP e desde a cloud com maior facilidade e segurança, além de migrar de tecnologias de produção multimédia herdadas de um ambiente misto de Cloud e IP capaz de acelerar o desenvolvimento de novas ofertas de conteúdo e serviços de entretenimento.

Além disso, a empresa irá também mostrar como virtualizar e automatizar a produção de conteúdos no data center através de software e da plataforma Cisco Unified Computing System (UCS).

“A indústria do vídeo está a mudar rapidamente. A Cisco ajuda todos os operadores a juntarem-se a esta transformação, evoluindo para uma nova rede com tecnologias que aprendem, se adaptam e protegem continuamente. O futuro da multimédia e do entretenimento está nas redes IP programáveis, automatizadas e conscientes, como mostraremos na IBC 2017”, indicou Conrad Clemson, Vice-Presidente Sénior e Diretor Geral de Plataformas e Aplicação para Fornecedores de Serviços na Cisco.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor