CIONET | Organizações querem falar uma linguagem de negócio, não de tecnologia  [Video B!T Talks]

Cloud

Rui Serapicos, Managing Partner da CIONET Portugal, veio ao B!T Talks falar sobre as grandes tendências da cloud. Aliás, apenas para começar, o responsável diz mesmo que a CIONET é, ela própria, uma organização cloud, não no sentido tecnológico da palavra mas pelo simples facto de trabalhar em ecossistema.

“E, cada vez mais, as organizações que trabalham em ecossistema são as que vão ter mais sucesso”, disse à plateia. “A cloud é um pouco de tudo. E nós podemos fazer tudo com a cloud. Temos uma capacidade de escalar e de monetizar transações, hardware, software, storage… e isso traduz-se no céu ser o limite da imaginação”.

Tudo isto vem culminar na mudança de alguns paradigmas que estão a alterar a forma como se faz a aquisição não só dos serviços, mas também na forma como se desenvolve o negócio. Nomeadamente, diz Rui Serapicos, há uma desmonetização da adoção. Ou seja, hoje em dia, os modelos de negócio estão a ser desenvolvidos de forma a que se ofereça inicialmente o acesso a um determinado serviço e depois se aplique um “fee” que poderá ser “as a service” relativamente a esse mesmo serviço.

“Cada vez mais, o que as organizações querem é falar uma linguagem de negócio, não querem falar da dimensão da RAM, Storage ou do que for. Querem é claramente perceber quais os benefícios”. Aliás, diz Rui Serapicos que um projeto cloud idealmente não deve começar por termos técnicos mas com termos de negócio. “E aí o CIO está literalmente a mudar todo o seu chapéu, todo o seu desempenho e todas as suas funções como decisor de tecnologias”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor