China otimiza redes móveis para fazer crescer a economia

OperadoresRedes

O governo chinês vai investir mais de 182 mil milhões de dólares para aumentar a capacidade das suas redes e a velocidade da Internet até ao fim de 2017. O país está a procurar fortalecer a sua capacidade de fornecimento de serviços para estimular o crescimento económico. Depois de no último trimestre de 2014 ter

O governo chinês vai investir mais de 182 mil milhões de dólares para aumentar a capacidade das suas redes e a velocidade da Internet até ao fim de 2017. O país está a procurar fortalecer a sua capacidade de fornecimento de serviços para estimular o crescimento económico.

Fiber optics background with lots of light spots

Depois de no último trimestre de 2014 ter ficado no 82º lugar ranking dos países com maior velocidade de Internet, ficando atrás da Malásia, da Tailândia e de Taiwan, a China vai agora procurar acelerar o desenvolvimento de redes de fibra ótica de banda larga e redes móveis de quarta geração.

Já este ano, Pequim vai desembolsar cerca de 69,3 mil milhões de dólares, sendo que ao longo de 2016 e 2017serão gastos pelo menos 112,8 mil milhões no desenvolvimento das novas infraestruturas.

A economia chinesa já não é tão próspera como era há alguns anos, pelo que o governo do Estado vermelho tem tentado explorar novas fontes de crescimento. Neste sentido, o país está a procurar mitigar a indústria dos produtos tecnológicos de gama baixa e aproximar-se dos mercados com redes mais velozes.

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, afirmou que a Internet e a tecnologia são importantes motores do crescimento da economia nacional, cujo foco Pequim quer que incida fortemente sobre os serviços.

Para incitar à subscrição de serviços 4G, as três operadoras de telecomunicações móveis chinesas, a China Mobile, a China Unicom e a China Telecom – todas sob a alçada do governo –, afirmaram que iriam aplicar descontos significativos ao nível dos dados móveis e que, ainda este ano, aumentariam a velocidade de tráfego nas redes móveis.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor