China intromete-se na luta de sistemas operativos

MobilidadeSOSoftware

O China Os foi uma ideia da Chinese Academy of Sciences (CAS) em parceria com a HTC que surge no intuito de pôr termo à hegemonia dos principais sistemas operativos mundiais. A iniciativa foi apoiada pelo governo chinês que vê esta invenção como uma oportunidade de ganhar influência a nível tecnológico. O software do China OS

O China Os foi uma ideia da Chinese Academy of Sciences (CAS) em parceria com a HTC que surge no intuito de pôr termo à hegemonia dos principais sistemas operativos mundiais. A iniciativa foi apoiada pelo governo chinês que vê esta invenção como uma oportunidade de ganhar influência a nível tecnológico.

software

O software do China OS é baseado no Linux e consiste em muito numa tentativa de acabar com a supremacia da Google, Microsoft e Apple, com o Android, Windows e iOS respetivamente. O sistema operativo da empresa chinesa foi lançado em Pequim e a CAS logo aproveitou para destacar “a segurança e a facilidade de uso que o sistema operativo possui e que o faz ser uma alternativa credível  às outras três”.

Um dos exemplos de segurança do software é o facto de só permitir uma única loja de aplicações, ao contrário da loja da Android que permite ao utilizador descarregar conteúdos a partir de várias fontes.

No que diz respeito à interface, é semelhante com a do iOs e a do Android e está projetado para ser utilizado em dispositivos móveis, bem como em computadores. Segundo a CAS, já tem a capacidade de executar dez mil aplicações.

Para a CAS, uma das grandes potencialidades deste sistema também seria a “adaptação de forma mais eficaz aos utilizadores chineses em áreas como o idioma do aparelho, reconhecimento de voz, suporte e ainda estabilidade dos serviços em cloud, tal como proporcionar melhor segurança do que os rivais”.

Recorde-se que o China OS consegue executar aplicações Java, de código HTML 5 e suporta jogos como o Angry Birds.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor