Chega a Portugal a “central de táxis digital” Wappa

AppsMobilidade

A aplicação brasileira Wappa chega agora a Portugal, e pretende facilitar a comunicação entre os passageiros e os taxistas locais. A app permite a requisição do táxi e o pagamento da viagem através de um dispositivo móvel. Criada há uma década em solo brasileiro, a Wappa atua no segmente corporativo, ajudando as empresas a gerirem

A aplicação brasileira Wappa chega agora a Portugal, e pretende facilitar a comunicação entre os passageiros e os taxistas locais. A app permite a requisição do táxi e o pagamento da viagem através de um dispositivo móvel.

wappa taxi

Criada há uma década em solo brasileiro, a Wappa atua no segmente corporativo, ajudando as empresas a gerirem de forma mais eficiente as despesas de transporte dos seus colaboradores. A estratégia de expansão transatlântica da Wappa escolheu Portugal como o primeiro país europeu para assentar arraiais. “Portugal será a nossa porta de entrada na Europa e pretendemos entrar com o pé direito, tornando as chamadas e pagamentos de táxi muito mais simples”, referiu Armindo Mota Júnior, diretor executivo e fundador da Wappa.

Mas em terras de Fado e de Camões a Wappa não se vai ficar pelo segmento corporativo. Em nota de imprensa, a empresa afirmou que o serviço será alargado ao utilizador final, permitindo que este mais facilmente encontre o táxi mais próximo. Mas o consumidor não será o único beneficiário desta app. Os taxistas, através da Wappa, “podem encontrar passageiros mais rapidamente, evitando circular com o táxi vazio. Economia de tempo e dinheiro”, explicou a empresa brasileira.

As operações da Wappa cingir-se-ão, numa primeira fase, à cidade de Lisboa, sendo que o objetivo é, ao longo de 2015, levar o serviço a todas as grandes urbes portuguesas. Desde o passado mês de março que a Wappa tem procurado aliciar taxistas para integrarem a aplicação móvel na sua rotina profissional. Marcelo Sicsu, líder da divisão de redes da Wappa, afirmou que os taxistas portugueses têm demonstrado uma aceitação favorável do serviço.

A aplicação para os motoristas está disponível para Android e é gratuita, exigindo apenas um pré-registo e a apresentação dos documentos pessoais e do automóvel. Estes dados são, então, analisados pela Wappa, que verifica a validade e a autenticidade dos mesmos. Após a empresa dar o seu aval, o taxista poderá dar início às suas atividades com a app.

Também para o utilizador final esta aplicação pode ser descarregada gratuitamente, para Android e iOS. Nesta situação, os dados pedidos para realizar o registo são o nome, a morada e os contactos telefónico e de correio eletrónico.

Através do sistema de geolocalização do telemóvel, e aquando da confirmação do pedido de viatura, o táxi mais próximo será enviado até ao utilizador. “Pensando na segurança dos usuários, disponibilizamos na app uma série de informações sobre o motorista, como nome, telefone, modelo e matricula. Também fica registrado um histórico de serviços”, disse César Matias, diretor de TI da Wappa.

Este serviço não deverá ser confundido com um da estirpe do Uber. Enquanto este último visava operar paralelamente ao setor dos táxis, a Wappa atua meramente como intermediário entre o passageiro e o motorista da rede local, pelo que é um complemento e não um concorrente.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor