CES 2017 | Acer lança Chromebook 11 N7 para educação

Negócios

A Acer apresentou em Las Vegas o Chromebook 11 N7 (C731), alimentado por processadores Intel Celeron dual-core, para utilizadores na área da educação. Os destaques do sistema são a elevada autonomia e o design sem ventoinha com o objetivo de entrar em escolas que procurem um dispositivo silencioso para o processo aprendizagem.

*em Las Vegas

“Os chromebooks tornaram-se no derradeiro standard em tecnologias para a educação em vários países”, afirmou John Miedema, diretor da gestão de produto da Acer EMEA. O executivo sublinhou que o Chromebook 11 N7 (C731) “elevará a fasquia” no que diz respeito ao que as escolas utilizam nas salas de aula e laboratórios.

A Acer destaca que as funções de durabilidade contribuem para uma redução na manutenção, além de permitir a aprendizagem em vários ambientes. Por exemplo, sustém até 60 quilos na tampa superior e a caixa e dobradiças foram reforçadas. A estrutura protetora nas orlas e teclado com amortecimento em borracha conferem segurança acrescida no caso de quedas de alturas até 122 cm.

O teclado também é resistente a líquidos e foi desenhado com teclas encastradas, para que os estudantes não possam removê-las. 

Outro destaque é a autonomia: 12 horas de tempo de bateria, o suficiente para vários dias de uso nas salas de aulas, para que administradores de TI e professores não precisem de carregá-la todas as noites.

Os administradores das escolas podem enquadrar os diferentes modelos do Acer Chromebook 11 N7 (C731) aos seus currículos e orçamentos. O Acer C731T tem um monitor de 11,6 polegadas com um ecrã tátil, enquanto o modelo C731 tem um ecrã tradicional. As dobradiças permitem rodar 180º, para que o ecrã possa ficar plano sobre uma mesa e ser partilhado durante a aula.

Os vários modelos estarão disponíveis ao público e a educadores em fevereiro com preços a partir de US$299/299 euros, com 16GB ou 32GB de armazenamento eMMC e 4GB de RAM.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor