CEO do Facebook só recebeu um dólar em 2013

EmpresasNegócios

Zuckerberg, o diretor executivo do Facebook e a vigésima segunda pessoa mais abastada do mundo, recebeu um único dólar no ano de 2013. De acordo com um documento submetido à Securties and Exchanges Commission norte-americana, Mark Zuckerberg, o jovem multimilionário e CEO da maior rede social do mundo, deixou de receber um salário base de

Zuckerberg, o diretor executivo do Facebook e a vigésima segunda pessoa mais abastada do mundo, recebeu um único dólar no ano de 2013.

facebook mark zuckerberg

De acordo com um documento submetido à Securties and Exchanges Commission norte-americana, Mark Zuckerberg, o jovem multimilionário e CEO da maior rede social do mundo, deixou de receber um salário base de cerca de 500 mil dólares, como acontecia em 2012, depois de a empresa ir a público, para o ano passado apenas receber um dólar.

Esta medida não é consequência de nenhum voto de pobreza feito por Zuckerberg, mas é antes o reflexo de uma tendência que tem vindo a ganhar cada vez mais seguidores nas empresas de Silicon Valley, e que começou com o falecido co-fundador da Apple, Steve Jobs.

Assim, depois de já estarem mais do que “financeiramente confortáveis”, os magnatas tecnológicos decidem receber um simbólico salário anual de um dólar. Com Jobs a fomentar a sua popularidade, a iniciativa foi já adotada pelos co-fundadores da Google, Larry Page e Sergey Brin.

Zuckerberg, cuja riqueza ronda os 27 mil milhões de dólares, possui um poder de voto maioritário no Facebook, fruto dos 61,6 por cento em ações que detém da empresa.

Depois de ter testemunhado o aumento da quota de mercado da rede social para mais do dobro, o magnata de 29 anos decidiu cimentar os seus serviços públicos e potenciar as suas práticas filantrópicas. Assim, em 2013, Zuckerberg embarcou em parcerias sem fins lucrativos com uma multiplicidade de operadoras de telecomunicações para disponibilizar a todas e quaisquer pessoas, em qualquer parte do mundo o acesso à Grande Rede.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor