CEO do Twitter deixa o cargo dia 1 de julho

Negócios

Dick Costolo vai abandonar as funções de CEO do Twitter no próximo dia 1 de julho. O diretor executivo tem tido sérias dificuldades em revitalizar o crescimento da plataforma de microblogging e há muito é acusado de não estar à altura da tarefa. A empresa de São Francisco, nos Estados Unidos, acaba de anunciar que

Dick Costolo vai abandonar as funções de CEO do Twitter no próximo dia 1 de julho. O diretor executivo tem tido sérias dificuldades em revitalizar o crescimento da plataforma de microblogging e há muito é acusado de não estar à altura da tarefa.

dick costolo twitter

A empresa de São Francisco, nos Estados Unidos, acaba de anunciar que Dick Costolo vai abrir mão da direção executiva, que tem a seu cargo desde outubro de 2010. Até ser encontrado um substituto, Jack Dorsey, um dos co-fundadores do Twitter, vai assumir as responsabilidades de Costolo na qualidade de CEO interino. Dorsey não subia ao lugar de diretor executivo desde outubro de 2008, altura em que abandonou as funções após pouco mais de um ano à frente do Twitter.

Após a comunicação, as ações da empresa subiram 7,7 por cento, para os 38,60 dólares, o que denuncia que o diretor executivo não era já visto como alguém que pudesse restituir ao Twitter a rentabilidade e posição que outrora tivera.

Num documento submetido às autoridades reguladoras, a empresa disse que a saída de Costolo torna-se efetiva no próximo dia um de julho. Contudo, o executivo continuará na empresa, como membro do conselho administrativo.

Sob a liderança de Costolo, a qual não pecava pela escassez de críticos, o Twitter perdeu, progressivamente, parte significativa da sua base de utilizadores e tem, em vão, remado contra a maré para conseguir recuperá-los.

Diz a Reuters que o Twitter mantém as suas projeções para este segundo trimestre, estimando alcançar receitas entre os 470 e os 485 milhões de dólares, e um EBITDA entre os 97 e os 102 milhões de dólares.

A par do anúncio da saída de Dick Costolo, a empresa disse ainda que vai eliminar o limite de 140 caracteres das mensagens privadas enviadas entre utilizadores. Não obstante, os tweets continuarão a estar circunscritos aos 140 caracteres. Esta reconfiguração entrará em efeito no próximo mês de julho.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor