CEO da Sony criticado por virar costas à inovação

Negócios

O antigo diretor financeiro da Sony critica Kazuo Hirai, atual CEO, por estar a colocar em prática uma estratégia que afasta a empresa do seu tradicional foco na inovação tecnológica. No final do mês de abril, o diretor executivo da tecnológica japonesa fora acusado por alguns investidores de estar a dar primazia à mitigação de

O antigo diretor financeiro da Sony critica Kazuo Hirai, atual CEO, por estar a colocar em prática uma estratégia que afasta a empresa do seu tradicional foco na inovação tecnológica.

sony kazuo hirai ceo

No final do mês de abril, o diretor executivo da tecnológica japonesa fora acusado por alguns investidores de estar a dar primazia à mitigação de despesas em detrimento da canalização dos seus esforços para potenciar a evolução da sua área da engenharia eletrónica.

No início de segunda-feira, Tamotsu Iba, que deixou o cargo de diretor financeiro em 2001, enviou uma carta aos membros da administração da Sony onde expressava o seu descontentamento face à liderança de Hirai. O ex-CFO, segundo a Bloomberg, pedia que esta questão, a par de outras relativas a compensações executivas, fossem discutidas numa reunião de acionista a ter lugar no próximo dia 23 de junho.

“Entre os últimos dez a vinte anos, o espírito inovador da Sony tem sido diluído, e, como resultado, a marca Sony tem vindo a enfraquecer”, dizia Iba na carta, cuja cópia chegou às mãos da Bloomberg News.

Desde 2012, altura em que tomou Kazuo Hirai assumiu o comando, a Sony Corporation perdeu mais de 20 mil funcionários. Contudo, ao mesmo tempo, o valor das suas ações mais do que duplicou.

Iba afirma que o despedimento de engenheiros inovadores, nos últimos anos, levou a que as cores da Sony perdessem vivacidade, competindo com uma Apple e uma Samsung que batalham pelo trono do mercado da mobilidade atrás de exércitos de dispositivos que procuram ditar o futuro do mundo tecnológico.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor