Cascais recebe projeto piloto inovador de prevenção de incêndios

InovaçãoNegóciosStartup

A Smart Forest, um dos projetos vencedores do Big Smart Cities, deu início à instalação de cinco equipamentos na Quinta do Pisão. O projeto piloto pretende prevenir fogos florestais e faz uso de sensores IoT que recolhem dados para criar alertas em caso de risco de incêndio.

A startup arrancou este fim-de-semana com o projeto usando, assim, o prémio do concurso de empreendedorismo do Vodafone Power Lab e da Ericsson, que dava acesso ao município de Cascais enquanto cidade experimental para startups

Com a instalação de sensores IoT na Quinta do Pisão a Smart Forest vai recolher informações cruciais para a prevenção de incêndios, tais como os níveis de dióxido de carbono, humidade, força e direção do vento. Depois de captados, estes dados são transmitidos pela rede móvel da Vodafone para um gateway que, através de um sistema de inteligência artificial, analisa e interpreta a informação, desencadeando alertas em caso de risco de incêndio.

A implementação do projeto em ambiente real vai permitir à startup efectuar testes para desenvolver e melhorar a sua solução, podendo demonstrar todo o potencial deste tipo de tecnologia na prevenção de incêndios.

O Big Smart Cities acrescentou, este ano, pela primeira vez uma fase de experimentação com o objetivo de facilitar a implementação de soluções inovadoras de origem nacional nas cidades com o apoio do município de Cascais.  O concelho, que tem apostado fortemente em mobilidade e soluções de cidades inteligente, assume, assim, um papel de extrema importância ao ajudar os empreendedores na criação das cidades do futuro.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor