Capacidade da fibra ótica esgota nos próximos dez anos

EmpresasNegócios

Segundo Peter Schultz, um dos três cientistas que inventaram a fibra ótica em 1972, a capacidade deste produto estará esgotada dentro de apenas dez anos. “Já se procuram soluções alternativas mas nenhuma delas está em produção em escala industrial”, declara o cientista norte-americano. “Em 1972 não havia computadores nem telemóveis e estávamos felizes porque tínhamos

Segundo Peter Schultz, um dos três cientistas que inventaram a fibra ótica em 1972, a capacidade deste produto estará esgotada dentro de apenas dez anos.

fibra-optica-20120309142334“Já se procuram soluções alternativas mas nenhuma delas está em produção em escala industrial”, declara o cientista norte-americano. “Em 1972 não havia computadores nem telemóveis e estávamos felizes porque tínhamos calculadoras de bolso”, acrescenta.

Quando os três cientistas inventaram a fibra ótica, não era de prever a grande expansão tecnológica que surgiu na área das comunicações e atualmente já estamos muito perto de usar toda a capacidade de banda da fibra ótica. “Em dez anos, essa capacidade estará esgotada”, afirma o cientista.

A comunidade científica já começou a procurar soluções para resolver este problema mas ainda nenhuma delas chegou à fase industrial. Peter Schultz diz que o que procura neste momento é “fazer uma fibra que possua vários núcleos dentro dela, e não apenas um, para que um cabo possa levar mais e mais informações”.

Outra das ideias do cientista é retirar o núcleo, fazendo com que ele seja apenas um buraco com ar, e a casca seja parecida com um “favo de mel”.

Donald Deck e Robert Maurer foram os outros dois cientistas norte-americanos que, em conjunto com Schultz, começaram a trabalhar em 1967 na invenção de uma tecnologia que permitisse a transmissão de dados via laser. Essa tecnologia tornou-se real em 1972, com o nascimento da fibra ótica.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor