Campanha de fraude no Facebook utiliza falsa promoção da Ray-Ban como isco

Segurança

A Kaspersky Lab alerta para mais um esquema de fraude descoberto no Facebook e que utiliza a marca Ray-Ban como disfarce.

Ao longo das últimas semanas, uma nova campanha de cibercrime veio à tona e a empresa de segurança Kaspersky Lab revelou que utiliza o pretexto de uma “campanha especial” da Ray-Ban, renomada marca de óculos de sol, para ludibriar o utilizador.

Os cibercriminosos por detrás da operação enviam aos utilizadores da rede social um convite com uma oferta inédita, “demasiado boa para se verdade”, terão pensado os mais desconfiados. No entanto, talvez parte do ceticismo seja posto de lado quando se vê que a mensagem foi enviada por um amigo do Facebook.

O utilizador é aliciado com uma campanha que apresenta óculos Ray-Ban a menos de 25 euros (algo que seria muito pouco provável, a não ser que a empresa estivesse em liquidação total). A “falsa Ray-Ban” pede ao utilizador que partilhe a página com os restantes amigos – inadvertidamente, o utilizador está a ampliar o alcance da operação fraudulenta. De seguida, o alvo é redirecionado para um website que pretende simular o portal legítimo da Ray-Ban e é-lhe pedido que insira os seus dados pessoais e, também, financeiros, para efetuar a compra.

A Kaspersky Lab aconselha os utilizadores que caíram na ciberarmadilha a contactarem o seu banco para cancelarem o pagamento efetuado e para cancelar o cartão bancário, caso este tenha sido utilizado para outras transações não autorizadas pelo respetivo dono.

Caso o pagamento tenho sido feito por PayPal, a empresa sugere que sejam utilizados “os mecanismos de proteção ao cliente disponibilizados por este estema de pagamento”.

Para os utilizadores mais desprevenidos, a Kaspersky Lab deixa algumas dicas:

1. Seja cauteloso. Desconfie sempre de promoções e concursos.

2. Se vi ruma promoção numa rede social e quiser participar, pergunte na página oficial da empresa ou marca no Facebook ou Twitter se a promoção é legítima.

3. Preste atenção às urls dos sites para os quais a promoção o direciona.

4. Muita atenção também aos emails. Verifique remetentes e erros de ortografia. Se contiverem um ficheiro anexo, pense bem antes de o abrir ou descarregar – é provável que seja malware.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor