Camaleónica SendIt adapta-se aos clientes e à evolução do mercado

Mobilidade
0 4 Sem Comentários

Quando perguntamos a António Galhardo Simões, CEO & parter da SendIt, de que forma temas como cloud computing, big data e analytics vieram alterar a atividade desta empresa especializada em serviços de mobilidade, a resposta não podia ter sido mais clara: “fazemos por ser camaleónicos”. Isto porque, garante o executivo, a empresa se adapta à evolução, aos conceitos e, mais ainda, às necessidades dos clientes.

Apresentam-se como estando no mercado desde 2004. Numa altura em que a mobilidade era bastante diferente do que é hoje. Como definem o vosso percurso?

Quando iniciámos atividade, as marcas estavam a despertar para o mundo digital e a consciencializar-se que num contexto de globalização era imperativo dar esse salto. Desde então, temos vindo a testemunhar e participar ativamente na forma como a marcas passaram a viver no mundo digital, a par das alterações assinaláveis que os dispositivos móveis vieram introduzir no dia-a-dia e comportamento de todos nós. Hoje, com a crescente penetração dos smartphones e uso exponencial dos dispositivos móveis vivemos e fazemos tudo on the go. A todos instantes existem oportunidades das marcas interagirem connosco. Esta realidade traz-nos oportunidades incríveis, pelo que ao longo dos últimos anos temos vindo a ajudar os nossos Clientes a potenciar e tirar o máximo partido desses instantes e construir modelos de negócios inovadores. Paralelamente, fomos criando produtos que acompanhassem a evolução das necessidades dos nossos Clientes e que resultassem numa maior eficiência, autonomização e empowerment das empresas.

Hoje, o que é a SendIt?

A SendIt é uma empresa de capital 100% português e assume-se como líder no mercado nacional em todas as áreas orientadas ao universo dos serviços de mobilidade. Estamos ligados aos principais operadores móveis nacionais e internacionais, e contamos com a confiança de inúmeros clientes nas áreas da saúde, banca/seguros, retalho, entre vários outros. Enquanto empresa de consultoria estratégica e implementação tecnológica, considerando a crescente competitividade dos mercados num mundo globalizado, a equipa da SendIt preocupa-se diariamente em ajudar os seus clientes a desenhar soluções móveis à medida, inovadoras e impactantes para construir verdadeiras vantagens competitivas, independentemente do sector de atividade em que uma empresa possa operar.

Que soluções ou produtos mais contribuem para o volume de negócios?

A nossa experiência e know-how acumulados permitem-nos adaptar e desenvolver soluções à medida, que variam muito consoante as necessidades muito específicas de cada negócio. Somos desafiados diariamente para criar soluções de serviço exclusivas. A versatilidade de soluções de mobile marketing pode ser considerada quase infinita. A juntar a isso, percebemos algumas necessidades padronizadas que as organizações sentiam, nomeadamente de interagir e melhorar os seus serviços de atendimento ao cliente através de SMS. Pretendiam um canal direto e cirúrgico, que lhes permitisse reagir de forma imediata. Por esse motivo, destacamos um dos nossos produtos de excelência e dos que mais contribui para o nosso volume de negócio, o uSendit.pt. Trata-se de uma plataforma online, totalmente desenhada e desenvolvida in house, para gestão e envio singular ou massivo de SMS, muito bem apetrechada em termos de funcionalidades e fácil de usar. Todos os dias temos registos de novos utilizadores. Trabalhamos, por exemplo, cada vez mais com organizações de saúde no envio regular de mensagens automatizadas para check-ups ou lembretes de consultas no sentido de reduzir as taxas de absentismo, o que acaba por resultar numa maior eficiência e ganhos consideráveis na gestão dos seus serviços. Esta solução pode ser facilmente integrada no software dos nossos Clientes, que a incorporam nos seus sistemas ficando ligados à nossa gateway de envio de SMS.

Esse volume em 2015 foi de quanto?

Ligeiramente superior a 2,5 milhões.

Quanto esperam que seja em 2016?

Entre 2,5 milhões e 3,0 milhões.

De que forma temas como cloud computing, big data e analytics vieram alterar a vossa atividade?

Na SendIt fazemos por ser camaleónicos, adaptar-nos à evolução dos tempos e retirar o melhor partido das soluções emergentes. Em termos de cloud computing e big data, sentimos que nos permitiram escalar os nossos sistemas de uma forma mais imediata, eficiente e transparente. Isto é fundamental para uma empresa tecnológica em que estão sempre a surgir novos serviços e temos de estar atentos ao time to market para responder rapidamente à exigência do mercado. Ao nível de analytics e com base no conhecimento das pegadas digitais dos utilizadores temos vindo a evoluir de forma mais rápida. Hoje é possível entregar as nossas soluções aos utilizadores de uma forma mais cirúrgica e inteligente.

Hoje qual é o cliente-tipo da SendIt e de que forma tem vindo a alterar neste 12 anos?

Não temos um cliente-tipo. Na SendIt, desde o primeiro dia, a porta está aberta para todos, desde pequenos negócios de retalho até grandes multinacionais. Ajudamos todos os nossos clientes, com igual empenho, a escolher a solução ou plataforma que é mais adequada para as suas necessidades, dimensão e segmento de negócio. Nós esforçamo-nos todos os dias para ser criativos e explorar todo o potencial de uma solução. Estamos imersos nesta realidade de “mobilizar” todos os negócios e procuramos sempre incorporar a inovação tecnológica numa oportunidade de negócios para os nossos clientes.

Quais os grandes desafios que têm encontrado pela frente?

Vimo-nos várias vezes envolvidos na “guerra” entre operadores, que tem nos últimos dois anos vindo a criar algumas dificuldades à rentabilidade deste negócio em específico, mas temos conseguido ultrapassar essas dificuldades através da prestação de um serviço que de facto tem sido considerado diferenciador pelos nossos clientes.

Quantas pessoas integram a vossa equipa?

Atualmente 16 colaboradores integram a nossa equipa.

Em termos de recursos humanos, como tem sido a evolução?

Em linha com a expansão do negócio, quadruplicámos o número de pessoas desde que iniciámos a nossa atividade.

De que forma se distinguem da concorrência?

Somos diferentes na nossa atitude e abordagem. Procuramos que cada projeto resulte de uma fusão perfeita entre as nossas ideias e as ideias do Cliente. É frequente cocriarmos projetos que combinem o nosso know-how e inovação tecnológica com os modelos específicos de cada negócio, e que acima de tudo, no fim do dia, melhorem a qualidade de vida das pessoas. Isto só se consegue quando se criam verdadeiras relações de parceria, confiança e proximidade com todos aqueles que se unem à SendIt. Fazemos por estar sempre disponíveis e confiamos acrescentar verdadeiro valor aos desafios que nos são colocados. Somos ambiciosos e queremos que os nossos Clientes obtenham resultados palpáveis. Quando existem pegadas na lua, é porque o céu não é o limite.

Qual a vossa abordagem ao mercado?

O SMS, por si só, é um canal privilegiado de marketing direto, mas que por ser tão eficaz é amplamente integrado em estratégias de comunicação móvel com propósitos mais ambiciosos, possibilitando uma completa experiência móvel. Existem inúmeras formas de usar criativamente o envio e/ou receção de um SMS combinado, por exemplo, com o desenvolvimento de uma aplicação ou site móvel, desde a sua aplicação em campanhas para escoamento de produto nos pontos de venda, desenvolvimento de questionários de satisfação para melhoria de serviços, envio de códigos para validação de ações online, realização de micropagamentos, até sistemas de bilhética e controlo de acessos (integrado com torniquetes) como o que implementámos no edifício da Vodafone.

Quais os grandes objetivos para 2017?

Sentimos que estamos numa fase de maturidade daquilo que são as nossas competências técnicas e de negócio. Acreditamos, no entanto, que o mercado da mobilidade tem ainda muito para progredir. Nesse sentido, pretendemos estar na linha da frente do desenvolvimento aplicacional de qualquer negócio no âmbito da mobilidade, e gostaríamos de encontrar um parceiro que nos permitisse, de forma rápida e eficaz, internacionalizar todo este património e know-how adquirido ao longo destes mais de 10 anos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor