Cisco: Cibersegurança acelera digitalização [Video B!T Talks]

Segurança

A digitalização está a criar um imenso potencial de inovação e conexão entre as empresas e os clientes, disse James McNab, responsável pela área de marketing de segurança da Cisco para a região EMEAR.

“A digitalização rodeia-nos, está em todo o lado. E a criar imensas oportunidades para os consumidores e negócios”.

Estas oportunidades existem, diz James McNab, porque os preços dos sensores estão de tal forma baratos que podem ser incorporados em qualquer coisa. E isso confere às organizações uma fantástica oportunidade para compreender os seus clientes de uma forma mais íntima e poder providenciar o que eles realmente querem. “E cria uma vantagem competitiva enorme”, disse o responsável no B!T Talks, evento realizado em Lisboa.

Para os consumidores, é possível agora aumentar a flexibilidade, escolhe e conhecimento. “Isto está a dar uma oportunidade aos negócios e que está a causar uma explosão de equipamentos conectados”.

Hoje, a Cisco aponta a cifra de 15 mil milhões de equipamentos interligados. “Mas em 2030 esse número deverá aumentar para os 500 mil milhões de equipamentos interligados”.

Obviamente que paralelamente à oportunidade que toda esta nova realidade apresenta existem os desafios e preocupações que tudo isto acarreta. “Como podem as organizações tirar partido desta oportunidade sem se sentirem reprimidas pelas preocupações à volta da cibergurança?”, questiona o responsável.

Foi precisamente esta resposta que James McNab tentou dar aos participantes neste evento, através de uma simples imagem: “Porque é que os carros de corrida têm travões? Não é para travarem, mas, antes, para precisamente poderem acelerar à máxima velocidade sem terem de se preocupar. Porque se algo correr mal, têm a capacidade de poder abrandar e eventualmente parar. Encorajo-vos a pensarem a cibersegurança da mesma forma. Não pensem em cibersegurança como algo que requer que abrandem porque há riscos envolvidos. Mas, antes, a cibersegurança permite-vos ir de encontro às oportunidades da digitalização, na vossa máxima velocidade, porque o vosso negócio está protegido”.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor