BT e T-Systems anunciam acordo para oferta de soluções SAP

Cloud
0 0 Sem Comentários

A T-Systems e a British Telecom (BT), acabam de anunciar um acordo de colaboração focado na oferta de soluções SAP baseadas em nuvem. Os clientes da operadora vão, assim, beneficiar de aplicações SAP e serviços operacionais de SAP HANA a partir dos data centers da provedora alemã.

Os clientes da BT poderão aceder aos serviços SAP hospedados nos data centers da T-Systems através do BT Cloud Connect, que hoje cobre cerca de 200 países e territórios com pontos de presença específicos. Esta solução garante, também, conectividade em rede de alta segurança e desempenho para serviços em nuvem para provedores como Microsoft, Amazon e Salesforce.

Por outro lado, os utilizadores SAP das empresas poderão usar a aplicação de gestão de desempenho da BT, o Connect Intelligence.

O BT Compute for SAP é uma solução PaaS que será oferecida como serviço gerido através de um único service desk e suportada por uma equipa técnica altamente qualificada que vai garantir de forma proativa a qualidade do serviço.

“A força do nosso portfólio em nuvem depende da combinação entre a qualidade e a experiência do nosso ecossistema de parceiros e da nossa capacidade de integrar serviços em nuvem. A T-Systems é um dos líderes mundiais em tecnologia SAP na nuvem e estamos felizes em combinar esta experiência com nossa rede global e com a integração de serviços em nuvem em uma única oferta que vai beneficiar nossos clientes”, afirmou, em comunicado,  Luis Alvarez, CEO de serviços globais da BT.

“Esta colaboração entre a BT e a T-Systems vai entregar serviços fim-a-fim de alta qualidade para nossos clientes, reforçando a posição das duas empresas em TI e em redes. Como o maior provedor de soluções SAP do mundo a T-Systems traz sua experiência em serviços SAP para a grande base de clientes da BT no Reino Unido e na Europa”, indicou Reinhard Clemens, CEO da T-Systems.

De acordo com as duas empresas, o BT Compute para Soluções SAP estará disponível para os clientes do Reino Unidos e da Europa nos primeiros meses de 2017.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor